terça-feira, 16 de julho de 2019

São condenados 21 integrantes de facção criminosa que atuava em Ilhéus

O total de 21 integrantes de uma facção criminosa que atuava em Ilhéus (Orcrim) foram condenados pela justiça. A operação Lancôme, deflagrada pelo Ministério Público da Bahia e a Polícia Civil, com apoio da Cipe em setembro do ano passado, foi a responsável por investigar e revelar a atuação da Orcrim, principalmente no bairro Teotônio Vilela.

Segundo denúncia oferecida pelo MP-BA, foi apurado que entre janeiro e setembro de 2018 os denunciados, atuando em conjunto, praticaram crimes de tráfico de drogas, posse e porte ilegal de armas e homicídios, com cooptação de menores de idade. A sentença foi proferida no último dia 10 e divulgada nesta segunda-feira (15) pelo MP-BA.

A organização criminosa atuava sob o comando de José Alan Conceição Costa Lima, conhecido como “Alan Batom”, que dentro da Penitenciária Lemos de Brito “dava ordens aos demais denunciados. Ele determinava que alguns promovessem diretamente o tráfico de drogas, quer solicitando a seus subalternos que guardassem armas ou as transportassem de um local para o outro, ordenando e organizando, ainda, ataques aos integrantes da facção rival”.

“Alan Batom” foi condenado a 13 anos e nove meses de prisão em regime fechado. A Orcrim também atuava nos bairros do Alto da Soledade, Alto dos Carilos, Alto Formoso, Nelson Costa, Nossa Senhora da Vitória, Barreira e Couto.

Além dele, foram condenados Michele da Silva Gomes, Matheus de Oliveira Feliz, Leandro Santos Lima, Edson Alves dos Santos, Fábio Ferreira Silva, Oziel Santos Menezes e Carlos Alberto Céo dos Santos a dez anos e três meses de prisão; a nove anos e seis meses de reclusão Daniele Gonçalves dos Santos e Aldair de Jesus dos Santos.

A lista de condenados inclui ainda André Luan Carvalho e Silva, Gabrielle Souza dos Reis, Simone Brito da Conceição Gomes, Jorlândio Amaral Feliz, Fagner Santana dos Santos, Michael Gleiton Bispo dos Santos, Rafael Santos Brasil, Alisson Correia dos Santos e Joalisson Lima Santos; a sete anos e seis meses Jéssica Monteiro Oliveira e Magno dos Santos a quatro anos e seis meses de prisão.

10 comentários:

  1. Vai colocar esses miseráveis onde?. Levam para uma vala e joga entulho por cima de todos.

    ResponderExcluir
  2. Enquanto isso o traficante "Pilão" continua comandando seus pontos de vendas de drogas e ordenando crimes de dentro do presídio.Celular para uso é o que não falta. Falando em celular, as vistorias nos presídios de Ilhéus e Itabuna praticamente deixaram de existir.Por que será??

    ResponderExcluir
  3. As policias nao fazem operaçao em nova ferradas ,varios homicidas traficantes impondo terro nos moradores ....policia de itabuna vamos agir em ferradas e nova ferradas faz vergonha pra vcs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oxe vc deve ser algum indiota porque moro aqui e não vejo esse terror é cada coisa kkkk

      Excluir
    2. Anonimo22:19
      Vc nao ver o terror
      Por que provavelmente o terror é vc

      Excluir
  4. pena de morte...PENA DE MORTE <<<<>>>>a solução é pena de morte urgente,,só a pena de morte vai da jeito na vagabundagem,,,,,TRAFICANTES ASSASSINOS,,,,,PENA DE MORTE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahhh pena de morte nao vc é doida é?
      o negocio é matar sem pena mesmo
      😂

      Excluir
  5. Alan Baton Tem involvimento No Sumiico de Danny Leao a Jovem Desaparecida desde 29 de setembro de 2018 a Mae De Tres Filhos alan Baton Que Disse Pra Edson Que Se Edson Nao Madasse Matar Danny Leao Quem Iria Morrer Era Edson Pois Edson Foi e Armou Essa Inroscada Pra Danny Leao Maiis o Fi Da Pest Do Erivelton e Ate Hoje a Familia De Danny Leao NaO Sabe o Paradeiro Da Jovem Poliicia Aperta Alan Baton Que Ele Tem Involvimento

    ResponderExcluir
  6. No iguape tá onda doida tbm os motoboys fazendo corre pro 2e3 os dois lados e vai tudo cair na bala! Se ligue manchA ,Tila não vai salva nada. A limpa vai tê si PcR
    A cidade vai ficar pequena.

    ResponderExcluir
  7. perfeito👏👏👏👏
    agora é so botar na cela e tocar fogo

    ResponderExcluir