quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Governo quer cobrar imposto de 0,4% para saques e depósitos em dinheiro

O secretário adjunto da Receita, Marcelo Silva, confirmou que o governo vai enviar uma proposta de criação da Contribuição sobre Pagamentos (CP) para desonerar gradualmente a folha. Segundo planilha apresentada por ele, a alíquota do novo tributo será de 0,20% no débito e crédito financeiro e de 0,40% no saque e depósito em dinheiro.

Durante palestra no Fórum Nacional Tributário, o secretário antecipou alguns detalhes da proposta de reforma tributária. Segundo ele, a ideia é desonerar a folha de salários e o IOF e apresentar um Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS) que vai unificar PIS e Cofins com alíquota de 11%. Serão mantidos os benefícios da Zona Franca de Manaus e do Simples. “A ideia é colocar uma alíquota menorzinha em relação à alíquota grande que existe hoje”, disse. A ideia é desonerar a folha e o IOF ao longo do tempo e ir aumentando a alíquota da CP.

Segundo Marcelo Silva, o governo vai propor uma desoneração parcial da folha. “Queremos testar tanto o IVA (CBS) e a Contribuição sobre Pagamentos para, a partir desse teste inicial, o próprio Congresso decidir onde a alíquota vai crescer mais, no IVA ou a CP”, disse.

A proposta, ressaltou, é começar com a unificação do PIS e Cofins, que poderá ser testada para dar segurança aos Estados e municípios. Segundo ele, a implementação do PIS/Cofins poderá ser feita por lei ordinária, o que é mais simples de ser aprovada pelo Congresso. “Em meados do primeiro trimestre do ano que vem, já poderemos estar implantando essa nova contribuição sobre valor agregado federal e já entregando simplicidade nesse governo”. Para ele, essa seria uma forma de sair do debate federativo na reforma tributária.

No segundo momento é que haveria o envio de uma PEC para unificação do IPI ao CBS. Dessa forma, disse Silva, o governo quer começar a desonerar a folha de pagamentos no valor do custo de “um FGTS”. Isso é o equivalente a uma redução de 7% do custo da folha para as empresas.

O governo também prepara mudanças no Imposto de Renda, segundo Silva, mas a discussão ainda está sendo finalizada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

24 comentários:

  1. E POVO O TAL BOLSONARO DISSE QUE NAO IRIA TER ESSES IMPOSTOS ENTAO TODOS ESTAO CONFUSO TORRE DE BABEL NINGUEM ENTENDE NADA MENTIROSOS ENGANADORES

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MENSAGEM DO PRESIDENTE- TENTATIVA DE RECRIAR CPMF DERRUBA CHEFE DA RECEITA.

      - O Ministro Paulo Guedes exonerou, a pedido, o chefe da Receita Federal por divergências no projeto da reforma tributária.
      - A PEC (sem CPMF) só deveria ter sido divulgada após o aval do Presidente da República e do Ministro da Economia.
      - A recriação da CPMF ou aumento da carga tributária estão fora da reforma tributária por determinação do Presidente da República.

      Excluir
  2. Disseram que o Bolsonaro iria baixar imposto valorizar o trabalhor ,nada disso ainda

    ResponderExcluir
  3. Kkkkkkkkkkkkkkkk



    FAZ ARMINHA E GRITA MITO AGORA.


    KKKKKK
    KKKKKK

    ATÉ PARA DEPÓSITO. KKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  4. Mito
    Mito
    Mito
    Mito
    Mito
    Mito
    Mito


    Faz arminha.

    ResponderExcluir
  5. Até depósito ??????????????


    Kkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  6. Absurdo, são uns verdadeiros mercenários!

    ResponderExcluir
  7. Boa, Bolsomito! huehuehue

    ResponderExcluir
  8. E isso é bom ou ruim?

    ResponderExcluir
  9. E isso é bom ou ruim?

    ResponderExcluir
  10. Poxa esse presidente nas eleições prometeu tantas reformas, e tá fazendo tudo ao contrário o que prometeu. Isso tudo o que tá acontecendo para exterminar com os trabalhadores e os pobres, cara mentiroso, falso, fascista promete as coisas e não cumprir, decepção total, o país tá sendo aniquilado e os caras se preocupando com uma reforma que vai foder com os trabalhadores, nove meses de mandato só mentiras, o que eu fico mais triste é que ficar uns alienados defedendo A e B, gente políticos são todos iguais mentirosos, fascistas, ladrões. Esse que tá aí tá sendo pior ou igual os de vermelhos.

    ResponderExcluir
  11. Poderemos mostrar um par de algemas e cédulas de reais, dólares, euros... e gritar, "Lulaladrão preso"! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  12. Eu votei num homem que disse que ia gerar emprego e retirar os impostos. Alguém viu esse homem por aí? É preciso ter humildade para admitir, errei.

    ResponderExcluir
  13. Vota nele de novo seus pau no c.....kkkkkmmmmm

    ResponderExcluir
  14. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  15. Nos brasileiro temos q nos fdr mesmo pois estamos preocupados com neymar, futebol, carnaval... ninguem faz manifestação de nada, e quando faz é pelo um partido e nao por nos mesmo, essa tropa de ladrões cria as leis q querem e aprovão o q querem e todos nos aceitamos calados..

    ResponderExcluir
  16. É o governo que tanto o povo pediu,
    É pouco pra nação.

    ResponderExcluir
  17. olha a culpa e dos bozolinos que votaram, agora aguente isto é so o começo ainda vamos ver muito mais

    ResponderExcluir
  18. Só falta cobrar agora para fazer gulosa profunda e dar o Desirée. Que homem xujo!

    ResponderExcluir
  19. Como a Esquerda gosta de passar vergonha .... O presidente acabou de dizer que não hávera CPMF e quem soltou essa notícia já foi DEMITIDO
    #LULA TA PRESO BABACA

    ResponderExcluir
  20. A SOCIEDADE REAGIU E O BOZO SE ACOVARDOU.


    BOZO COVARDE.


    http://www.tijolaco.net/blog/secretario-da-receita-e-demitido-e-cpmf-sobe-no-telhado/

    ResponderExcluir
  21. A SOCIEDADE DEU UM CHUTE NO TRASEIRO DESSE BOZO MILICIANO.


    A SOCIEDADE REAGIU NEGATIVAMENTE E PEGARAM UM TROUXA E DEMITIRAM.


    ELES SOLTARAM PARA VER A REAÇÃO DO POVO.


    TOMA FDP MILICIANOS

    ResponderExcluir
  22. MENTIRA, VERDINHO VOCÊ É UM MENTIROSO. - TENTATIVA DE RECRIAR CPMF DERRUBA CHEFE DA RECEITA.

    - O Ministro Paulo Guedes exonerou, a pedido, o chefe da Receita Federal por divergências no projeto da reforma tributária.
    - A PEC (sem CPMF) só deveria ter sido divulgada após o aval do Presidente da República e do Ministro da Economia.
    - A recriação da CPMF ou aumento da carga tributária estão fora da reforma tributária por determinação do Presidente da República.

    ResponderExcluir