segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

INSS tenta convocar 2.580 aprovados em concurso, mas governo barra

Realizado em 2015, o último concurso público para vagas no Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) aprovou 3,5 mil candidatos para 950 vagas. O resultado perdeu a validade em 2018. Entretanto, antes de expirar, o instituto solicitou ao Ministério do Planejamento a nomeação de 2.580 dos aprovados, mas o governo não liberou a convocação. Segundo o jornal Folha de São Paulo, esses candidatos tiveram suas classificações homologadas.

Ainda em 2018, o INSS solicitou a realização de novo concurso. Na época, estudos do instituto apontavam necessidade de contratar mais de 10.468 servidores, além dos 2.580 já aprovados. No mês passado, a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, a quem o INSS está subordinado, anunciou a contratação de 7 mil militares para suprir o rombo na força de trabalho do instituto.

Ao anunciar o recrutamento emergencial de militares, o secretário especial Rogério Marino, de Previdência e Trabalho, disse que a realização de um concurso não era a solução ideal.

3 comentários:

  1. enquanto isso os evangélicos que fingem servir a jesus e o jair "messias" bolsonaro, essa corja , fizeram uma senhora que completa hj 18 dias de internamento na cidade de valença-ba na santa casa, sem fazer uma cirurgia, mesmo fazendo todos os exames e consultas particulares porque se esperar pelo extinto SUS nunca ia fazer, e está a espera da cirurgia no fêmur fraturado e até o momento o SUS não autorizou devido nesse hospital realizar cerca de 270 cirurgias /mês, agora com bolsonaro e sua corja de evangélicos não chega a 30. precisa a paciente de 85 anos ir a santo antonio, itabuna, ilhéus, jequié ou salvador e até a presente data, nada. foi o que esses doetes mentais e bolsonaro fizeram pelo povo e pelo país.

    ResponderExcluir
  2. O INSS É UMA FRAUDE institucional.
    Fecha essa merda e privatiza os serviços.
    Vai dá tudo certo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a aposentada ganha 1 salário mínimo, e pagou a vida toda ao inss obrigatoriamente, já vinha descontado. vç mesmo tenho certeza que não consertaria seu dedo do pé sem seus antigos direito (hj extinto por bolsonaro) quem diras uma cirurgia desse porte pra pagar particular, que será a única alternativa, para um povo que se aposenta com 1 salário e o bolsonaro e o guedes quer reduzir para 460,00 apenas.

      Excluir