domingo, 9 de fevereiro de 2020

Petista questiona morte de miliciano e PSOL quer reunião com SSP

Após a morte do miliciano e ex-policial militar Adriano Magalhães da Nóbrega durante uma operação realizada hoje (9) no interior da Bahia, o deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) e o PSOL questionaram a conduta da operação.

O deputado petista, Paulo Teixeira, em seu perfil no Twitter, sugeriu que a morte do miliciano foi uma "queima de arquivo", por conta da ligação dele com o deputado federal Flávio Bolsonaro (Sem Partido-RJ). 

Já o presidente do PSOL na Bahia, o sociólogo Fábio Nogueira, afirmou que o partido vai propor uma reunião com o Secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, "para pedir esclarecimentos sobre as circunstâncias da morte do suspeito do assassinato de Marielle". 

Durante um confronto em operação policial em Esplanada, Adriano da Nóbrega foi morto por equipes da Secretaria de Segurança Pública da Bahia. Ele estava foragido há mais de um ano e também era acusado de comandar a mais antiga milícia do Rio de Janeiro.

13 comentários:

  1. Esse deputado do PT deveria se engajar para a esclarecer a morte de Celso Daniel.

    ResponderExcluir
  2. A morte foi na Bahia , mais li em outras matérias, que não foi a polícia da Bahia.A polícia do Rio que fez essa operação

    ResponderExcluir
  3. É CADA UMA VIU. UM BANDIDO DESSE QUE JÁ DEVIA TER CAÍDO NO CARTUCHO A TEMPOS, VEM UM FI DE UMA ÉGUA DE UM PETRALHA E OUTRO DO PSOL DEFENDER. COM CERTEZA ELE PRESTAVA SERVIÇOS PRA ESSES BANDIDOS DISFARÇADOS DE POLÍTICOS. PARABÉNS POLÍCIA DO BEM DA NOSSA BAHIA. A POLÍCIA CARIOCA DO BEM AGRADECE.

    ResponderExcluir
  4. Será que uma certa família Irá ao enterro, do seu amigo parceiro?🤔🤔

    ResponderExcluir
  5. Um monte de gado,a esquerda e a direita andam lado a lado e vcs se dividem e São conquistados,ao invés de se unirem contra o sistema político ainda ficam se filiando a partido,Aliança pelo Brasil deveria ser aliança pelos mas ricos,pois os pos os pobres sofrem por falta de saúde educação e etc!

    ResponderExcluir
  6. PSL na morte de Marielle.

    ResponderExcluir
  7. Interessante o sujeito é miliciano suspeito de participar do crime da vereadora, morre em confronto com a polícia militar da Bahia e levantam suspeitas de queima de arquivo. Quem governa a Bahia não é o PT?
    Por que a PMba queimaria um arquivo?

    ResponderExcluir
  8. ESSES COMUNISTAS DO PT ALEM DE SER BURROS .

    FAZEM CURSO PARA JUMENTOS.

    COMO É QUE O GOVERNADO RUIM ENCOSTA, QUE É DO PT

    AJUDARIA NA SUPOSTA QUEIMA DE ARQUIVO , QUE ESTAO ALEGANDO OS ALIENADOS MORTADELAS.

    A POLICIA PRONTAMENTE, REAGIU A INJUSTA AGRESSAO ( NO CONFRONTO , ELE LEVOU A PIOR , SIMPLES ASSIM . )

    ResponderExcluir
  9. Rapaz, o cara era o cara.Ex PM, miliciano, assessor de um vereador que virou senador pelo RJ, morava em condomínio famoso, envolvido com assassinatos de inimigos de amigos, se escondeu por acaso num sítio do vereador do PSL.
    Hoje não tem amigos.

    ResponderExcluir
  10. É bom a policia investigar esse deputado ele com tanta coisa pra fazerse preocupando com bandido morto pela Polícia

    ResponderExcluir
  11. Queima de arquivo foram os mortos que tinham ligação com a morte do prefeito de santo André Celso Daniel!

    ResponderExcluir
  12. Informações distorcidas,qm deve ter questionado a conduta foi a família bozonaro

    ResponderExcluir