terça-feira, 30 de junho de 2020

Polícia Civil divulga detalhes de operação na Câmara Municipal de Ipiaú

A Polícia Civil divulgou detalhes da operação denominada de Hermes (o deus da riqueza) realizada na manhã dessa terça-feira (30), na secretaria da Câmara de Vereadores de Ipiaú. Três computadores e alguns documentos foram apreendidos. Um endereço na cidade de Jitaúna também foi alvo da operação autorizada pelo Poder Judiciário. As informações são do blog Giro em Ipiaú.

De acordo com o informativo, as investigações foram baseadas no “grande contexto de grandes distâncias percorridas, já que as investigações deram inicio após denúncia e constatação de irregularidades na prestação de contas, realizada junto ao Tribunal de Contas do Município, pela Câmara Municipal de Ipiaú, onde planilhas constatam que no período de um ano, dois veículos pertencentes a Câmara rodaram um total de 91.758 km”, destaca o delegado Rodrigo Fernando.

A Polícia ainda destacou: “Para se ter uma ideia do que isso representa, a distância necessária para se dar uma volta ao mundo, segundo o site de pesquisa Google é de 40.000 km, sendo assim, os dois veículos da Câmara Municipal de Ipiaú deram mais de duas voltas ao mundo, no período de janeiro de 2019 a março de 2020. 
Em todos os meses de processos de pagamentos de combustível analisados, há divergências no registro de odômetro dos dois veículos, além de erros relevantes que chamam atenção sobre quilometragem e percursos informados, como por exemplo ter rodado 896km em algumas viagens cujo roteiro foi Ipiaú/Córrego de Pedras/Ipiaú, onde o percurso real é de 52km; outro exemplo é o roteiro de Ipiaú/Vitória da Conquista/Ipiaú com 949km rodados quando o GPS aponta o total de 394km. Podendo citar ainda que um veículo percorreu 1.874km em um único dia. 

Há casos em que um veículo rodou mais de três mil quilômetros e mesmo assim o odômetro ‘voltou’ a marcar a mesma quilometragem de dias anteriores”. O informativo da Polícia Civil ainda revelou que “endereços de empresas utilizados para cotações de preços que montaram processos licitatórios para contratações por dispensa ou inexigibilidade pela Câmara Municipal de Ipiaú, não foram encontrados, indicando assim um forte indício de irregularidade. 



Outro endereço consta em duplicidade, sendo o mesmo para duas empresas que participaram do mesmo processo de dispensa de licitação da Câmara, no qual de três cotações, duas tem o mesmo endereço, endereço este que aparenta se tratar de uma residência. Resumindo, o mesmo endereço que uma empresa contratada para prestação de serviço de digitalização, é idêntico ao endereço de uma empresa que forneceu cotação no processo de dispensa de licitação e também consta como sendo do escritório de advocacia contratado pela Câmara Municipal de Ipiaú para realizar o serviço de representação jurídica do órgão, sendo o mesmo advogado que assinou parecer jurídico na dispensa”. 

O presidente da Câmara, vereador Alessandro Moreira (San de Paulista), emitiu uma nota de esclarecimento sobre a operação realizada na secretaria. Confira: 

“A Câmara Municipal de Ipiaú, em vista os acontecimentos noticiados nas redes sociais, vem a público esclarecer o seguinte: Que na manhã de hoje, a Câmara Municipal foi surpreendida com a chegada de Policiais Civis para apuração de supostas irregularidades no âmbito do Poder Legislativo local, no tocante a contratos em execução, após denúncias realizadas pelo Vereador Cláudio Manoel Costa Nascimento. Diante dos fatos esclarece a Câmara que nada tem a opor quanto ao acesso total de todos os documentos e as atividades relacionados ao Poder Legislativo. Informa que as contratações e os processos licitatórios foram realizados com a mais ampla legalidade, o que é acompanhado pelo Tribunal de Constas dos Municípios. Informa ainda que está a total disposição das autoridades policiais para contribuir com as investigações, na plena ciência que os fatos foram motivados por divergências políticas e com o nítido propósito de atingir a imagem pessoal do Presidente”.

7 comentários:

  1. Claro que as apurações deverão se pautar em procedimentos legais despidos de viés ideológico e partidário. Afinal, trata-se de profissionais representantes de uma classe cuja conduta natural, todos somos sabedores e testemunhas, baseia-se na integridade, lisura e honestidade. Portanto, tenho certeza que todos sejam "inocentes", mesmo que, o objeto da denúncia aponte para um descaminho da função do órgão legislativo municipal em pretender colocar astronautas ipiauenses em solo lunar, utilizando para isso um veículo público. Mas, enfim, devemos considerar que, para um município de pequeno porte, trata-se de um avanço tecnológico imensurável. Parabéns pela ousadia.

    ResponderExcluir
  2. só pra comer pizza.

    ResponderExcluir
  3. mutirão pra limpar bosta de cachorro nas ruas. limpa

    ResponderExcluir
  4. Depois do princípio da oficialidade , os políticos estão coçando a cabe para fazer licitações e compra de objetos de utilidade pública;agora vai tudo pro sistema online do governo, NÃO tem mais como queimar papelada e notas fiscais , agora estão criando provas contra sí mesmos.Isso serve de lição pra itabuna também, um erro e os agentes da capa preta estaram batendo nas devidas residências pela manhã kkkkkkk ; Que coisa boa, agora só o que restou para essa ruma de rato investido com o poder do governo é SUPERFATURAR, mas mesmo assim ainda vao em cana. GRADE NELES MINISTÉRIO PÚBLICO. KKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  5. Tem que investigar A Blocolar em Ubaitaba e Lojão da Construção em Ipiaú. Gerente de Ubaitaba é daqui de itabuna, vendia Moveis pra uma loja e agora ta rico só vive esbanjando dinheiro em itabuna e Ubaitaba. Só vendem pra prefeitura. #PoliciaFederal
    O Gerente é Laranja de Vicente dono do Lojão da construção.

    ResponderExcluir
  6. CÂMARA DE ITABUNA VAI CHEGAR SUA HORA, KKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  7. 20.55 COMENTÁRIO ESCLARECEDOR,
    AGORA SE FOR APURAR TODAS AS CÂMARAS DÁ BAHIA E PRENDER TODOS OS PILANTRAS, VAI FALTAR CELAS,
    O QUE MUITO À GENTE É ESSES PSEUDO VEREADORES PASSEANDO COM CARROS OFICIAIS, E FAZENDO COMPRAS PARTICULARES EM OUTRAS CIDADES,
    E PEDINDO NOTAS EM NOME DAS CÂMARAS,
    OS ATACADÕES DE ITABUNA VIVEM CHEIOS DESSES ALMOFADINHAS.

    ResponderExcluir