quinta-feira, 27 de maio de 2021

Com maior nº de desempregados em 9 anos, taxa de desocupação na BA bate recorde e vai a 21,3%

Uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (27), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), apontou que a taxa de desocupação na Bahia foi de 21,3%, no 1º trimestre de 2021. O índice quebrou o recorde de 2020 e ficou no maior patamar em nove anos - desde o início da série histórica, em 2012.

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC) trimestral, a taxa de desocupação na Bahia foi a maior do país, empatada Pernambuco (21,3%). O índice está bem acima do indicador nacional, que ficou em 14,7%, também um recorde histórico.

A taxa de desocupação mede a proporção de pessoas de 14 anos ou mais de idade que estão desocupadas (não trabalharam e procuraram trabalho), em relação ao total de pessoas que estão na força de trabalho, seja trabalhando (pessoas ocupadas) ou procurando (desocupadas).

Ainda segundo o IBGE, o novo recorde na taxa de desocupação na Bahia foi resultado principalmente do aumento da população desocupada, ou seja do maior número de pessoas que não estavam trabalhando e passaram a procurar trabalho no estado.

Em números absolutos, esse contingente chegou a 1,386 milhão de pessoas no 1º trimestre deste ano, o maior em nove anos. O aumentou foi de 6,9% em relação ao último trimestre do ano passado (+90 mil desocupados) e 5,7% em relação ao 1º trimestre de 2020 (+75 mil desocupados).

Além alto índice de desocupação, o número de pessoas trabalhando, seja em ocupações formais ou informais (população ocupada), voltou a cair no 1º trimestre de 2021, após ter registrado uma leve alta no fim do ano passado.

Entre janeiro e março, os ocupados somaram 5,135 milhões no estado. Isso representou menos 53 mil trabalhadores do que no 4º trimestre de 2020 (-1,0%) e uma retração de 9,9% frente ao 1º trimestre do ano passado. Ou seja, em um ano de pandemia, 565 mil pessoas deixaram de trabalhar na Bahia.

A pesquisa do IBGE destacou ainda que, além da perda de trabalho, que frequentemente leva à busca por um novo, o aumento da desocupação no 1º trimestre de 2021 também se deveu a um discreto movimento de retorno de parte das pessoas que estavam fora da força de trabalho.

A população fora da força de trabalho no estado ficou em 5,847 milhões no 1º trimestre de 2021, 0,9% menor que no fim de 2020 (-53 mil pessoas), mas ainda significativamente maior do que a verificada antes da pandemia (+16,2%), com mais 816 mil pessoas nessa condição, frente ao 1º trimestre de 2020.

22 comentários:

  1. kkk tava lendo ontem uma reportagem aqui mesmo no verdinho, dizendo q a Bahia liderava em termos de criação de empregos e agora essa notícia kkk... LAmentável

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma coisa e uma coisa , outra coisa e outra coisa kkkk

      Excluir
  2. Se fosse LULA ja todo mundo vacinado e curtindo a vida.


    Hoje, o GENOCIDA quebrando o Brasil.


    Enquanto tem países tirando as máscaras, ainda estamos sem vacinas e com muitas mortes.

    Parabéns Dr. Bolsonaro.

    ResponderExcluir
  3. Dá-lhe Ruim bosta, ditador.

    ResponderExcluir
  4. Quer continuar na miséria? Vote em PT!
    Quer continuar fumando maconha, cheirando pó e queimando o caneco? Vote em PT!
    Quer continuar suas filha estupradas, sua família destruída no crack, vote em PT!
    Quer viver no inferno? Vote em PT?
    Assim a Baia vive, além das trevas, um paço ao 5º do inferno, se queres mais um paço? Vote em PT! Amém!

    ResponderExcluir
  5. Há 08 anos atrás tivemos a PANDEMIA dos roubos,desvio de verbas, desemprego, mortes, fome, analfabetismo e etc. Agora querer comparar com uma PANDEMIA de verdade que não só o Brasil está vivendo e sim o universo, aí é querer demais!!

    ResponderExcluir
  6. Fique em casa e percam os empregos foram no papo da Globo bosta e do governador ruim Costa e agora tão desempregados .mais Bolsonaro aviso que iria ser o desemprego e a fome. Agora o fumo ta entrando. Agora vão dizer que é culpa é do presidente

    ResponderExcluir
  7. Blogue medíocre! Vou deixar só uma base para ver que não está havendo compromisso com o jornalismo mas sim com o sensacionalismo:
    https://www.google.com/amp/s/jovempan.com.br/noticias/economia/brasil-cria-121-mil-empregos-formais-em-abril-o-4o-mes-seguido-de-alta.html%3famp


    Obs. Se for analisar a fundo com relação a empregos e colocar uma balança mediante a pandemia que foi MUNDIAL, verá que mesmo diante dessa adversidade houve algumas vitórias!!! Para de publicar matérias fictícias e sórdidas e valorizem de fato o real valor do jornalismo!!!!

    ResponderExcluir
  8. Eis o reflexo nacional.
    Ano que vem faremos o senso e veremos o que o povo ganhou e perdeu com o governo bozó em relação ao governo lula.
    O Brasil andou pra trás, depois do golpe a miséria foi instalada.
    Somente a elite, o centrão e o Flavinho se destacaram.
    Mas o gado sabe muito mais que um professor universitário sem mesmo ter frequentado uma universidade
    O ZAP ZAP, fakeburros, gabinete do ódio, correntes do Carluxo e o terraplanismo estão na moda e é lindo para essa categoria de burros.

    ResponderExcluir
  9. Viva a Rui, o protegido da Imprensa. Cadê os quase 50 milhões?! Caladinhos, né?!

    ResponderExcluir
  10. Ai, cade os defensores do petê e políticos de estimação? Vão morrer tudo abraçados…

    ResponderExcluir
  11. O governo baiano e os blogues que estão na folha dele publicaram outra coisa heheheheh

    ResponderExcluir
  12. Parabéns rui flagelo da Bahia,nós outros estados,os governadores estão complementando o auxílio fraco de bozó,e na Bahia? Nada! Nunca ajudou os pobres em nada,. Tanto dinheiro vindo pra ajudar combater a covid,
    E ninguém recebeu álcool, máscara produto de limpeza,. NADA! Só desvios de dinheiro em respiradores. e a doença aumentando,. Esse é o flagelo que quer ser senador.

    ResponderExcluir
  13. Vamos pedir a apreensão do dinheiro da RACHADINHA e aplicar na geração de empregos.

    ResponderExcluir
  14. Você das 6:35 parece piada 😂🇧🇷🐄

    ResponderExcluir
  15. Isso não é só aí na Bahia não , em todo lugar também está assim , a nação está chorando por , muitos são subutilizado . Com o governo GENOCIDA foi do mal a pior .

    ResponderExcluir
  16. NAZISTA cadê os 3 bilhões que você roubou dos brasileiros as vésperas da eleição da câmara .

    Sempre omisso e gado usando tapa olho de burro véi .

    ResponderExcluir
  17. Rui burrreria kkkkk

    ResponderExcluir
  18. A Bahia está indo à falência.


    Lockdown é ódio contra o pobre, é ódio contra o povo.

    ResponderExcluir
  19. Consequência das ações do governador e sua tirania, com políticas do fique em casa com morra de fo.e ,quem gera emprego no estado é o governo estadual, porque outros estados tiveram crescimento e diminuição nessas taxas ? Quero muito que o Larápio seja candidato nas próximas eleições para acabar de vez com essa narrativa sem base nenhuma de que ele ainda tem alguma relevância política a ponto de se eleito presidente, para a esquerda o desespero é grande e muitos sabem que o sonho é levar pelo menos para o segundo turno na tentativa de buscar apoio da terceira via que na minha opinião não vai conseguir, vai ser lindo ver a esquerda reclamando que as urnas foram manipuladas !

    ResponderExcluir