sábado, 1 de maio de 2021

Justiça decide pela manutenção da prisão preventiva dos assassinos de Pablo Barreto

Nesta sexta-feira (30), o juiz Renato Alves Cavichiolo, da comarca de Itabuna, decidiu pela manutenção da prisão preventiva dos quatro envolvidos no assassinato de Pablo Mattos Barreto, ocorrido no Centro de Itabuna, nas imediações do Jardim do O, na tarde de 22 de fevereiro de 2021. (Relembre aqui).

Na decisão, o juiz alerta para a premeditação do crime e para a periculosidade dos quatro envolvidos. Os acusados são Leandro da Silveira Souza, Mário Sérgio Miranda Mota e os policiais militares Danilo Andrade Lima e Yolando Costa Correia Júnior. Parte dos investigados deslocou-se de Vitória da Conquista para Itabuna, para participar do crime. 

De acordo com a justiça, Leandro foi responsável por monitorar a vítima, desde o momento em que ela estava no Shopping Jequitibá, onde trabalhava. Quando Pablo deixou o local, Leandro o seguiu. Durante o percurso, os policiais militares Danilo e Yolando, à bordo de uma motocicleta, emparelharam com a moto de Leandro, que indicou a localização da vítima. 

A partir daí, a dupla passou a seguir Pablo, até que na Rua Isolda Guimarães, no Centro da cidade, em plena luz do dia, executaram a vítima. Ao todo, 13 disparos atingiram Pablo, que morreu no local do crime. 


Mário Sérgio foi o responsável por dar cobertura na fuga dos atiradores, bem como homiziá-los. A justiça entende que "a forma como se desenrolou o crime mostra ação de grupo organizado, especializado, que, em uma análise inicial de todo o conjunto de investigação apresentado, permite a segregação preventiva."

Diz ainda que "é visível nos autos a existência de um grupo, cuja finalidade era para, em plena luz do dia, no centro da cidade de Itabuna, em horário de intenso movimento, assassinar uma pessoa. O contexto indiciário mostra periculosidade a permitir a segregação preventiva, para manter a ordem pública." 

Sendo assim, a justiça determinou a manutenção da prisão preventiva dos envolvidos, entendendo que eles não devem ficar em liberdade durante as investigações. 

29 comentários:

  1. Sim!!! Mas qual o motivo da execução? A forma que foi elaborado o crime, tem algo muito maior por trás disso tudo, um da forma que foi feito. Tem muito a esclarecer dos verdadeiros ou verdadeiro mandante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segredo de Justiça. Os atos processuais, em regra, são públicos, porém, alguns processos correm em segredo de justiça.

      No sigilo de justiça nem mesmo as partes tem acesso aos dados processuais, apenas o Ministério Público, o magistrado e algum servidor autorizado poderão ter acesso enquanto perdurar o sigilo. O sigilo é muito utilizado na fase investigatória do processo penal devido à necessidade de preservação de provas e com intuito de não prejudicar as investigações.

      Art. 155. Os atos processuais são públicos. Correm, todavia, em segredo de justiça os processos:

      I - em que o exigir o interesse público;

      Il - que dizem respeito a casamento, filiação, separação dos cônjuges, conversão desta em divórcio, alimentos e guarda de menores. (Redação dada pela Lei nº 6.515, de 26.12.1977)

      Parágrafo único. O direito de consultar os autos e de pedir certidões de seus atos é restrito às partes e a seus procuradores. O terceiro, que demonstrar interesse jurídico, pode requerer ao juiz certidão do dispositivo da sentença, bem como de inventário e partilha resultante do desquite.

      Excluir
    2. Entendi Dr. Caso seja alguém da sua familia.. Que a legislação prossiga..sem efeito modificativo kkk

      Excluir
    3. Parabéns aos Investigadores da Polícia Civil de Itabuna pela elucidação desse caso! Um serviço de primeira qualidade!

      Excluir
  2. Parabéns pra Justiça.

    ResponderExcluir
  3. E os mandantes, vai ficar igual ao caso Marielle, que todo mundo sabe wuem são os mandantes, porem, não anuncia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diz ai quem foi o mandante,e de Celso Daniel você sabe também?

      Excluir
  4. Posto foto dos acusados!

    ResponderExcluir
  5. Esses assassinos tem que morrer um por um dá pior forma para pagar o que esses monstros fez com o rapaz

    ResponderExcluir
  6. Perde um amigo mais eles também se fuderam pelo menos os policiais por q é certo perder a farda por causa de um crime de encomenda foram de heróis a bandidos

    ResponderExcluir
  7. Leo doca do pontalzinho se fedeu todo laranjao da desgraça acabou com a vida dele

    ResponderExcluir
  8. Bom dia! Verdinho, estou esperando por sua equipe fazer uma matéria sobre o despacho do Juiz de Direito, Murilo Luiz Staut Barreto, da 1a Vara Criminal de Itabuna que liberou 5 meliantes presos em flagrante pela Policia Militar. Estes meliantes foram presos em um táxi quando 2 deles saiam do presídio, foram abordados pela PM e com eles foram encontrados armas e munições.
    Ai fica muito difícil a Policia Prende o Juiz solta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai tem quem fale que a polícia não trabalha, trabalha e muito só não tem respaldo jurídico que valorize o trabalho da polícia, lamentável

      Excluir
  9. E ilheus nada com o caso de Igor daqui parece q tem pm envolvido suspeito entao protejem

    ResponderExcluir
  10. o mais importante é saber quem foi o mandante, ou os mandantes?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkk,foi Bolsonaro.
      Kkkkk,o cara deu golpe na máfia de jogos de azar e você tá dando uma de doido.kkkk

      Excluir
  11. Como sempre nada se fala sobre a motivaçao do crime!estes sao os execultores...e onde estão os mentores?

    ResponderExcluir
  12. Cadê as imagens? Cadê as provas? Gente grande estão envolvidos nesse caso, como os grandes nunca pagam por crime nenhum cometido pegam p Cristo quem eles querem. As imagens dos assassinos do taxista chegando para pegar o táxi foi divulgado rapidinho, e desse caso cadê? Eles colocam de culpados quem eles querem, os verdadeiros não aparecem e continuarão cometendo seus crimes.

    ResponderExcluir
  13. A verdade quem matou no caso esses policiais aí teriam que falar na minha humilde opinião eles falariam facinho se perguntar ao pé do ouvido no jeito sabe,,,é pq a justiça e a sociedade sabe só para conhecimento de todos

    ResponderExcluir
  14. A sociedade tem que Saber o que aconteceu o u que estar acontecendo a justiça tem que sim manifestarem e ser por diante do que vem acontecendo não queremos des acreditar na justiça mais fica a dúvida em quem podemos acreditar sir a justiça não nós dar uma clareza nela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou tudo, não está claro esse crime, pois falar quem foi sem apresentar provas é fácil. Por isso a sociedade perdeu a confiança na justiça brasileira.

      Excluir
  15. Peço a Deus que Pablo Descanse em paz . Todo dia 22 lembro do camarada, esteja onde estiver que Deus e Nossa Senhora de quem ele era devoto e ia na catedral á sua missa toda quinta-feira o abençoem. A maldade tá sempre por perto a gente nunca sabe de onde vem a falsidade.

    ResponderExcluir
  16. LEO DOCA É LOUCO É?. PQ ELE PARTICIPOU DE UM CRIME BÁRBARO COMO ESSE??
    MESMO COMO DIZ NA MATÉRIA QUE A PARTICIPAÇÃO DELE NO CRIME FOI DE SEGUIR A VITIMA, ELE VAI RESPONDER POR HOMICÍDIO IGUAL A QUEM MATOU. QUE CARA LOUCO VEI!!

    ResponderExcluir
  17. LEO DOCA
    Era um cara tranquilo, tinha uma namorada na época de família boa e rica, mais ele preferiu ficar andando em praça com elementos pegando laranjada. andar em praças nunca foi ramo bom..

    ResponderExcluir
  18. Ai tem!Essa quadrilha especialisada ja estava agindo a um bom tempo nessas regiões.Confisca os cerulares deles
    Que vão se surpreenderem!!!

    ResponderExcluir
  19. Justiça seja feita.

    ResponderExcluir
  20. “....para manter a ordem pública."
    Essa é a resposta para o serviço que seifou a vida do
    Pablo Mattos. Lamentável , no dito popular,“ A banca é Grande ”
    Esquema Tático Tipo biscoito Creme crack

    ResponderExcluir
  21. E Andrade que coisa vc fez

    ResponderExcluir