sábado, 7 de agosto de 2021

Polícia Civil participa de operação para fiscalizar postos na RMS

Postos de combustíveis foram alvos de uma ação da “Operação Posto Legal”, realizada entre diversas instituições, com o objetivo fiscalizar postos de combustíveis, em Lauro de Freitas, Arembepe e Guarajuba, todas na Região Metropolitana de Salvador (RMS), neste sábado (07).

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Defesa do Consumidor (Decon), do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), participou da verificação da qualidade e quantidade real dos produtos entregues aos consumidores no momento do abastecimento, além de infrações administrativas.

O diretor do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), em exercício, delegado Marcelo Tannus, afirmou a importância da atuação da Decon, nas ações. “É altamente relevante a integração de todas as instituições para a garantia dos direitos do consumidor. A Polícia Civil dispõe de uma unidade especializada, que diariamente atua nestas questões”, declarou.

Equipes do Núcleos de Inteligência (NI), do (DCCP), do Departamento de Polícia Técnica (DPT), da Companhia de Policiamento Fazendário (CipFaz), da Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-Ba), Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz) e do Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), também participam da operação interagências.

8 comentários:

  1. Tem que manda fiscalizar o posto Oasis da José Soares pinheiro coloquei um combustível no meu carro lá e o motor deu pau o mecânico detector água no combustível

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Abasteci R$80 no mesmo posto na terça a tarde, na quarta de manhã não tinha mais gasolina, não rodei mais que 50 km. Carro falhando, ruim de pegar, combustível uma merda, já não tem muito movimento e ainda adultera o combustível, logo logo fecha as portas.

      Excluir
    2. Abasteci R$80 no mesmo posto na terça a tarde, na quarta de manhã não tinha mais gasolina, não rodei mais que 50 km. Carro falhando, ruim de pegar, combustível uma merda, já não tem muito movimento e ainda adultera o combustível, logo logo fecha as portas.

      Excluir
    3. O mais certo a se fazer, é exigir o cupom fiscal na hora de abastecer se der algum problema tem como cobrar o prejuízo, esses donos de postos de combustível são todos bandidos, já perdi uma bomba de combustível com a gasolina do posto Teúna

      Excluir
  2. Precisa fiscalizar esse cartel que tem aqui em Itabuna é um absurdo um tapa na cara da sociedade todos os postos com valores iguais e o ministério público fecha os olhos onde vamos parar

    ResponderExcluir
  3. Em nossa região Ilhéus e Itabuna, existe um cartel o de até o MPF é conivente e come dentro. Se uma operação dessas acontecer aqui, tenha certeza que serão avisados pelo MP... Reuniões entre os donos de postos são frequentes e todos sabem da existência desse cartel

    ResponderExcluir
  4. Passa aqui em Itabuna

    ResponderExcluir