quarta-feira, 1 de setembro de 2021

ViaBahia reduz preço dos pedágios nas BR-324 e 116 após derrota judicial

Após deliberação da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (1ª), as tarifas dos pedágios das praças de pedágio administradas pela Via Bahia, nas BRs 324 e 116, serão reduzidas a partir de quinta-feira (2).

Segundo a ViaBahia, os valores não sofrem alterações durante os finais de semana ou feriados De acordo com a ANTT, as alterações de tarifa da concessionária são calculadas a partir da combinação de itens previstos em contrato, como o reajuste, que tem por intuito a correção monetária dos valores da tarifa e leva em consideração a variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Acontece uma vez ao ano, sempre no aniversário do início da cobrança de pedágio.

Há também o reajuste, que visa recompor o equilíbrio econômico-financeiro celebrado no contrato de concessão. A agência ainda destacou que, por força de lei, realiza anualmente o reajuste e a revisão das tarifas de pedágio das rodovias federais concedidas. Essas alterações tarifárias são aplicadas no aniversário do início da cobrança de pedágio.

A deliberação da ANTT foi publicada pela primeira vez no início de agosto, porém a concessionária Via Bahia, que administra os trechos no estado, obteve uma liminar que impedia a alteração dos valores. Nesta quarta, uma nova deliberação foi publicada.

Confira novos valores:




3 comentários:

  1. Nota mentirosa, a história é outra, o governo não é mais PT. Os valores foram reduzidos por imposição do governo federal, devido ao não cumprimento de itens do contrato como a conservação adequada das rodovias, e a realização de obras para melhorar o fluxo de veículos. O contrato com a via bahia será cancelado e outra licitação realizada.

    ResponderExcluir
  2. Bolsonaro neles 2022.

    ResponderExcluir
  3. Tarifa vai ser reduzida kkkkk meu povo vcs tem que tomar cuidado com essas informações, a via Bahia não cumpre o contrato desde quando começou a operar e o governo agora não é mais do PT que comia junto com a concessionária, na verdade o ministério da infraestrutura está tentando cancelar o contrato pois essa empresa não está cumprindo onque assinou ou seja fazer outra faixa é diversas melhorias na via.

    ResponderExcluir