terça-feira, 2 de agosto de 2022

EUA matam Ayman al-Zawahiri, principal líder da Al Qaeda

Durante uma operação militar em Cabul, no Afeganistão, no domingo (31), os Estados Unidos mataram o líder Ayman al-Zawahiri, um dos fundadores da Al-Qaeda. A informação foi confirmada pelo presidente norte-americano, Joe Biden. Não há vítimas civis, segundo dirigentes do governo americano que pediram para não serem identificados.

Al Zawahiri sucedeu Osama bin Laden em 2011, após a morte do antigo líder por soldados dos EUA no Paquistão. O egípcio Zawahiri era um médico e cirurgião de formação.

Segundo o G1, ele é apontado como um dos responsáveis pela formação ideológica, as táticas e habilidades organizacionais da al-Qaeda. Ele também é tido como o líder por trás do uso dos primeiros atentados suicidas e células independentes que se tornaram uma marca da rede.

Ele ajudou a coordenar os ataques de 11 de Setembro de 2001, nos EUA, em que quatro aeronaves civis foram sequestradas.

6 comentários:

  1. Surreal a idéia destes que se diz levar a paz,na verdade são uns verdadeiro canibal humanos,os estados unidos apóia a tática usada pela nom para extermínio da sociedade,e vem depois pagar de bom moço,acorda tu que dorme.

    ResponderExcluir
  2. Verdadeiro líder?? kkkkkkkkk

    Qualquer pessoa que tem dois neurônios sabe que quem orquestrou o ataque do 11 de Setembro foi o próprio Estados Unidos, usou esse ataque chamado "False Flag" para ter uma desculpa para invadir e saquear o Iraque, Líbia e etc, governos que não se deixavam serem manipulados pelos verdadeiros vilões e também por não permitirem que houvesse um Banco Central (entidade privada dos globalistas - Rotschilds e Rockfeller) manipulando a economia das suas nações.

    ResponderExcluir
  3. Menos um terrorista!

    ResponderExcluir
  4. Poxa mataram o coitado.
    Uma pena para sociedade,ele foi manipulado pela economia das nações.
    Vá em paz seu fdp .

    ResponderExcluir