sexta-feira, 21 de outubro de 2022

Turismo no Baixo Sul é impulsionado por investimentos em rodovias, atracadouros e outros equipamentos

 

Para impulsionar o turismo no Baixo Sul, o Estado da Bahia está investindo cerca de R$ 235 milhões na infraestrutura da região. Com os recursos, estão sendo requalificados e pavimentados mais de 300 quilômetros de rodovias. Atracadouros e um receptivo também estão em obras, enquanto a licitação para a requalificação de um terminal hidroviário está em fase de homologação. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) a retomada do turismo é responsável pela geração de aproximadamente 10% dos empregos na pós-pandemia.

Nos cerca de 300 quilômetros de rodovias em recuperação estão sendo investidos R$ 202,1 milhões. Para o secretário do Turismo, Maurício Bacelar, “a obra mais importante na área de infraestrutura desenvolvida pelo Governo do Estado na zona turística da Costa do Dendê é a requalificação da BA-001, que corta toda a região, propiciando acesso a outras zonas turísticas. Melhorar a conectividade rodoviária da Costa do Dendê potencializa a atividade turística”.

Os investimentos do Estado da Bahia em infraestrutura para o desenvolvimento do turismo, segundo o secretário, têm retorno imediato. “A atividade turística é a que mais rápido responde pelas melhorias. A facilidade do turista chegar ao destino injeta, de imediato, dinheiro na economia formal. E, quando o turista se hospeda ou vai a um restaurante, leva também o dinheiro para a economia informal, do vendedor ambulante”.


Obras em rodovias

Na região de Valença e do Baixo-Sul estão em andamento obras de requalificação em diversos trechos da BA-001. No percurso entre Valença, Camamu e Itacaré as intervenções já avançaram em mais de 60%, enquanto entre Valença, Nazaré, Itacaré e Ilhéus, 90% das obras estão concluídas. No trecho entre Valença e Taperoá, a recuperação da BA-001 está com quase 60% da execução realizada. Também estão em obras os entroncamentos da BA-001 com a BA-066 e com a BA-542, na travessia urbana de Valença.

Em processos licitatórios, estão a BA 250 e o acesso da Estrada do Orobó ao “Paraná”, no Orobó, distrito de Valença. As obras devem ocorrer em 40 quilômetros e contam com investimento de R$ 45 milhões.


Conexão marítima

Maurício Bacelar informa que outros investimentos da ordem dos R$ 13,46 milhões estão sendo realizados para incentivar e qualificar o turismo náutico. “A conexão marítima é importante. Por isso, o Estado da Bahia investiu na requalificação das estradas e também dos atracadouros na Costa do Dendê. Faz uma integração intermodal e facilita a conexão do turista para chegar ao seu destino”.

O atracadouro e a orla de Cachaprego receberam R$ 6,8 milhões em investimentos e estão com 50% das obras concluídas. A recuperação do atracadouro de São Roque do Paraguaçu está 60% concluída e recebeu recursos da ordem de R$ 1,25 milhão. Na construção do Receptivo Baía de Camamu, com 90% das obras concluídas, estão sendo investidos outros R$ 331 mil. Em fase de homologação, há, ainda, a recuperação do Terminal Hidroviário de Taperoá, com um investimento previsto de R$ 5 milhões.

Um comentário:

  1. Região com extrema violência ,não tem segurança alguma ,sujeira nas ruas ,turista só vem uma vez ,ou pode vir para resorts fechados ,mas turista mesmo para ver a realidade ,venha não ,vai ser assaltado

    ResponderExcluir