quarta-feira, 18 de janeiro de 2023

Dois indígenas são perseguidos e executados a tiros na BR 101 em Itabela

Dois indígenas da etnia pataxó foram assassinados por volta das 17h30 desta terça-feira (17) na BR-101, próximo ao distrito de Montinho, no município de Itabela. Samuel Cristiano do Amor Divino, 25 anos, e o adolescente Nawy Brito de Jesus, 16, trafegavam pela rodovia em uma moto, quando foram baleados.

Segundo testemunhas, eles estavam sendo perseguidos por pistoleiros em um carro. Conforme os relatos, as vítimas foram derrubadas, rendidas e executadas com vários tiros, inclusive na cabeça.

CLIMA TENSO ENTRE FAZENDEIROS E INDÍGENAS – Os indígenas foram mortos na entrada de uma das fazendas ocupadas por 19 comunidades pataxó do Extremo Sul da Bahia há cerca de um ano. O povo pataxó reivindica a homologação da área, que fica entre os municípios de Porto Seguro e Prado.

O clima entre ruralistas e indígenas é de muita tensão na área, que foi retomada por mais de 13 mil indígenas há cerca de um ano. “A gente vem sofrendo vários ataques a tiros. Nos últimos dias, várias casas foram ‘metralhadas’, inclusive a sede da fazenda”, disse um cacique, na condição de anonimato.

“Semanas atrás, alguns indígenas que estavam em uma área retomada sofreram um ataque. Pessoas que estavam numa Hilux atiraram contra alguns indígenas, mas ninguém se feriu. E, hoje, eles conseguiram matar dois indígenas. Na semana, atiraram contra outros indígenas, mas eles correram para o mato e se salvaram. Nós só estamos lutando por nossa terra. Não estamos matando ninguém para isso acontecer”, declarou outra liderança indígena.

Os indígenas mortos na tarde desta terça são das aldeias Craveiros e Barra Velha, nos municípios de Prado e Porto Seguro, e integravam o grupo que ocupa a área reivindicada pela comunidade pataxó.

DEMARCAÇÕES – No Extremo Sul, três áreas aguardam homologação: a Terra Indígena de Cumuruxatiba, em Prado; a Terra Indígena Barra Velha, em Porto Seguro; e a Terra Indígena Coroa Vermelha, na região da Ponta Grande, que abrange os municípios de Porto Seguro e Cabrália.

13 terras indígenas que estão com toda a documentação para homologação pronta, entre elas a Reserva Pataxó Aldeia Velha, localizada no distrito de Arraial d’Ajuda, em Porto Seguro, devem ser demarcadas ainda este ano.

A demarcação deverá ocorrer ainda neste mês de janeiro. O território indígena de Aldeia Velha tem 1.997 hectares. Fonte: Radarnews

23 comentários:

  1. Com certeza coisa boa não eram.
    Invadem terras alheias, são ameaçadores e com certeza envolvidos com drogas. Já se foi o tempo dos índios de verdade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Positivo já tem cara de vagabundo esses indígenas mais novos são todos pilantras

      Excluir
  2. Invadir terras produtivas gera isso aí discórdia e confusão.

    ResponderExcluir
  3. Não vamos murmurar ninguem ten direito De tirar Vida De ninguem

    ResponderExcluir
  4. Não existe isto, os índios foram milhões assassinados no Brasil, aqui em Ilhéus, Porto Seguro, foram uma carnificina. Nós somos descendentes, morenos, negros, amarelos, caboclos. Temos que resgatar e devolver as terras roubadas dos POVOS ORIGINÁRIOS, verdadeiros donos.
    O governo indeniza os donos, e eles compram outras fazendas e vão ganhar dinheiro em outro lugar. Pois as terras dos produtoras é questão de dinheiro.
    Mas as terras dos índios, dos negros, são uma questão de justiça. São direitos aos seus antepassados, ancestralidades. Seus costumes, suas línguas. Vamos ajudar! Os índios e quilombolas precisam da nossa ajuda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. QUE NADA!! SE DEPENDÊSSEMOS DOS ÍNDIOS, NÃO TÍNHAMOS NEM UMA BICICLETA. POVO INÚTIL! MAIS DE 500 ANOS E NUNCA SAÍRAM DO LUGAR, TUDO SENDO EMPURRADOS PELOS GOVERNOS PARA TENTAR IR ALÉM, MAS 99,99% PESO MORTO, SABE NEM ATIRAR UMA FLECHA. AS TERRAS PERTENCEM AOS SEUS DONOS DE DIREITO! QUEM COMPROU, É DONO(A)!
      JÁ NÃO PRECISAM FAZER NADA, QUE RECEBEM MEGA AJUDA DO GOVERNO, E AINDA QUER TERRA? É CADA UMA VIU?!

      Excluir
    2. Ah.....é bem simples e fácil assim como vc está dizendo. Acorda pra vida seu esquerdopata. Isso não existe.

      Excluir
    3. Larga de ser vagabundo, que aqui não existe índio, tem é uma ruma de ladrão. Dê terra no mato pra ver se querem ? Quer é fazenda pronta. Belo trabalho.

      Excluir
    4. Esses indivíduos chamados de índios não passam de massa de manobra para os joguetes de manipulação do Estado afim de alcançar seus objetivos obscuros.

      Excluir
    5. Eles tem que tomar e bala mesmo originário e tiro neles cambada de matadores esses índios.

      Excluir
  5. Esses bandidos nem cara de índio tem. Deve ter mesmo é envolvimento com o que não presta.

    ResponderExcluir
  6. Ladrões vagabundos tem que entra no cartucho mesmo.

    ResponderExcluir
  7. Se esses caras aí forem indígena eu sou um ator famoso de Hollywood. Há vai se foder né... Humm

    ResponderExcluir
  8. Faz o L no inferno. Indígenas fake 😂😂😂😂😂

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Índios de facção! Aqui tá cheio nessa Bahia desgovernada .

      Excluir
  9. Sou defensor dos povos originários e de suas tradições e espaços, mas convenhamos que estes elementos nada têm de originários.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é indio fica no mato de boa nao de moto na rua aprontando filhos do cão esses ai

      Excluir
  10. A facção de Olivença e liderado por um indio chamado Edson caboclo, mataram 02bpi de família e não deu em nada, fora os que estão enterrado, drogas e arma é o que bdm tem lá

    ResponderExcluir
  11. FALAR É FÁCIL SEUS VAGABUNDOS,CALEM A BOCA SEUS VERMES

    ResponderExcluir
  12. Tem que demarcar as reservas indígenas já.
    Muitos Fazendeiro(s) só falam em violência, nunca em pagar seus empregados seriamente.
    Raça de malditos.
    Fraudam no peso quando vendem os animais.

    ResponderExcluir