segunda-feira, 9 de janeiro de 2023

Pelo menos 1200 bolsonaristas acampados em Brasília são detidos

A Polícia Federal (PF) cumpriu a determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes e desmobilizou o acampamento bolsonarista que abrigava terroristas em frente ao quartel-general do Exército em Brasília. A ação aconteceu na manhã desta segunda-feira (9), um dia após os grupos extremistas destruírem as sedes dos Poderes na Esplanada.

Pelo menos 1200 pessoas foram detidas. Os golpistas estão sendo deslocados para a sede da PF em 40 ônibus. Todos passarão por uma triagem e poderão ser fichados pelos ataques terroristas. Os veículos foram escoltados por agentes da PF no trajeto.

Os ataques na capital federal foram orquestrados e financiados por apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) que não aceitam o resultado democrático das eleições gerais de 2022. Bolsonaro abandonou o mandato dois dias antes do fim e seguiu para os Estados Unidos, onde ainda permanece.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública criou um e-mail para receber informações de terroristas que invadiram e depredaram as sedes dos três Poderes neste domingo (8). O endereço eletrônico para compartilhar informações com a pasta é o denuncia@mj.gov.br

6 comentários:

  1. Onde tem evangélico envolvido tem roubo morte e destruição

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Misericórdia!!
      Feliz é nação , cuja o Deus é o senhor!!🙏

      Excluir
    2. Lá vem um idiota citar bíblia

      Excluir
  2. Prisão perpétua para esses vagabundos ! O pilantra maior fugiu para os Estados Unidos.

    ResponderExcluir
  3. Faltou os cornos de itabuna ,pra dar manchete dessa terra de ladrões.
    Mas os daqui são covarde igual o pilantra fujão bozo.

    ResponderExcluir
  4. Tem uns vídeos de uns evangélicos reunidos e contando durante o vandalismo em Brasília, a que Deus eles servem?Porque o meu Deus verdadeiro não é.

    ResponderExcluir