terça-feira, 13 de junho de 2023

Adutora de 300 milímetros rompe no Bairro São Roque e causa inundação em quatro casas

Na madrugada desta segunda-feira, 12,  ocorreu o rompimento de uma rede adutora de 300 milímetros na Rua José Alves Franco, no Bairro São Roque. O incidente afetou quatro residências que foram construídas abaixo do nível da rua, resultando no vazamento de água para os imóveis. 

A Empresa Municipal de Águas e Saneamento (EMASA) agiu prontamente, fechando o sistema de manobras da região para interromper o vazamento e evitar danos adicionais às casas. O gerente Técnico da EMASA, João Bittencourt, informou que a rede será reparada e que haverá uma avaliação minuciosa das residências afetadas para identificar eventuais prejuízos. 

Ele destacou que, caso necessário, a EMASA se responsabilizará pelas perdas e fará o conserto da rede para garantir o abastecimento adequado. Além disso, a empresa está direcionando seu serviço de assistência social para acompanhar as famílias que tiveram suas casas invadidas pelas águas do rompimento da adutora.


6 comentários:

  1. ADVOGADO PRA DENTRO!
    PROCURE UM SÁBIO, INTELIGENTE - CUIDADO COM O CONTRATO DA EMASA QUE FAZ VC RENUNCIAR OS DANOS MORAIS.

    ResponderExcluir
  2. A EMASA junto com a prefeitura tem que assumir o B.O essas casas estaão ai desde a estrada de ferro, fora feito um trabalho na decada de 90 salvo engano sr ex prefeito ''Geraldo Simões'' para desvio de agua para o centro da cidade outro detalhe esse pessoal estava trabalhando na localidade durante a tarde com a rua bloqueada ou seja argumentos injustificado verdinho.

    ResponderExcluir
  3. AVALIAÇAO MINUCIOSA? PESSOAL ESTA AI HA ANOS E A CAUSA FORAM ELES MESMO QUE TAVAM FAZENDO TRABALHO AI A NOITE TODA . PESSOAL QUE NAO FOR ASSISTIDO AI COM SEUS DIREITOS FAVOR PROCURAR UM ADVOGADO.

    ResponderExcluir
  4. VEREADOR ADÃO LIMA VA LA AVALIAR O CASO . PINGO ESTAMOS COM VC. SÓ OS ENTENDEDORES ENTENDERÃO. KKKKKK

    ResponderExcluir
  5. Todo órgão público utiliza a má fé quando trata-se de indenizar alguma vítima por danos causados por sua incompetência e irresponsabilidade. Normalmente, como de praxe, busca-se transferir a culpabilidade pelos danos para a vítima e, assim, tantar eximir-se da responsabilidade. Estas pessoas necessitam de orientação de um profissional do direito para que não sejam ludibriadas pelos lobos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, normalmente é isso que acontece. Tem que ficar esperto.

      Excluir