domingo, 18 de junho de 2023

Justiça aceita denúncia e empresário vira réu pela morte de homem em situação de rua em Ilhéus

O juiz da Vara do Júri e Execuções Penais de Ilhéus, Gustavo Henrique Almeida Lyra, aceitou a denúncia do Ministério Público da Bahia (MP-BA) contra o empresário suspeito de atear fogo e matar um homem em situação de rua. Ele possui 10 dias para apresentar a defesa. O caso aconteceu no dia 25 de janeiro deste ano.

O juiz informou que acatou a denúncia em todos os seus termos, por considerá-la amparada em “lastro informativo suficiente para a deflagração da ação penal”.

Ainda segundo Gustavo Henrique Almeida Lyra, “o inquérito contém depoimentos que indicam autoria e laudos técnicos que delineiam a possibilidade de ocorrência material da conduta descrita na peça acusatória”.

O empresário Orlando Teixeira do Carmo foi interrogado no dia 1º de junho. Ele negou a acusação e afirmou que estava em casa quando homicídio foi praticado.

A produção da TV Santa Cruz tentou entrar em contato com a defesa do empresário, mas não obteve retorno.


O crime

Câmeras de segurança registraram quando o empresário chega de carro com um galão na mão em um galpão abandonado de uma antiga concessionária. Em seguida, as imagens mostram a vítima com o corpo em chamas saindo correndo do galpão.

A vítima, identificada como Rodrigo Souza Santana, foi socorrida para o Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus, e precisou ser transferida para o Hospital Geral do Estado, em Salvador. No entanto, morreu no dia 2 de fevereiro.

De acordo com a investigação, o crime foi por motivo fútil, com requintes de crueldade, mediante uso de fogo e sem qualquer chance de defesa da vítima, que dormia no momento da ação. Rodrigo teria roubado uma peça de um caminhão do estabelecimento comercial do suspeito. (Com informações do G1)

5 comentários:

  1. Será que a vítima não tem parentes ?
    Cadeia pesada para esse assassino impiedoso.

    ResponderExcluir
  2. Esse cidadão é pai de um PM miserável,que está envolvido na morte de dois jovens ano passado em serra grande,o apelido desse pM é zap zap.

    ResponderExcluir
  3. Esse ase desprezível tem que ser morto da mesma forma que ele matou a vítima ser humano desgraçado não tem salvação para uma peste dessa

    ResponderExcluir
  4. O diabo do rabo grosso dominou a mente dos jumentos brasileiros.

    ResponderExcluir
  5. Eu conheço o Senhor, que num momento de se sentir lezado o levou a fazer isso, um ato triste, agora vç que o condena a morte, e melhor que ele em quer? Eu conheço o Senhor educado, prestativo , sempre muito gentil e agradecido, fez uma merda dessa, imagina vç analfabeto, do mal o que não faria por menos ?

    ResponderExcluir