sábado, 23 de setembro de 2023

Funcionária do Bradesco é demitida por ter apresentado atestado médico; bancária alega ser vítima de perseguição

Na quarta-feira (20), uma funcionária da agência 0237 do Bradesco, localizada no Centro de Ilhéus, foi desligada de forma abrupta, gerando controvérsia.

Segundo relatos apurados pelo sindicato, a bancária alega que um dos motivos da sua demissão foi apresentação de um atestado médico de três dias, entregue após um ataque de ansiedade ocorrido na agência.

“Após o incidente, a funcionária buscou ajuda através do Bradesco Saúde, sendo encaminhada para acompanhamento psicológico e psiquiátrico. No entanto, poucos dias depois, foi surpreendida com o registro de sua demissão”, informou o dirigente sindical, Gabriel Nobre.

De acordo com o sindicalista, a funcionária também afirma que sofre perseguição por parte de gestores da Gerência Regional do Bradesco de Ilhéus, o que teria agravado sua situação.

“A demissão teria sido emitida pela Gerência Regional, deixando a bancária abalada. Diante disso, a funcionária buscou o auxílio do sindicato para tratar do assunto, especialmente considerando seus 13 anos de serviço no banco”, explicou Gabriel Nobre.

“Em conversa entre o sindicato e a gestão do banco, o gerente justificou que a demissão não foi uma decisão pessoal”, complementou.

Repúdio

O Sindicato dos Bancários de Ilhéus repudia a prática do banco, uma vez que o abalo psicológico da colega é gerado pela instituição.

É um direito assegurado ao trabalhador procurar atendimento médico sempre que necessário.

A saúde vem em primeiro lugar!

É inadmissível que em plenos dias de hoje um trabalhador seja desligado por apresentar atestados médicos comprovando sua enfermidade gerada pela instituição.

Vamos em busca de justiça. Para mais uma vítima das maldades da Gerência Regional do Bradesco de Ilhéus.

9 comentários:

  1. Esses vermes, roubam o dinheiro, a paz de espírito, a alma das pessoas e quando acham que elas não servem mais! Às tratam como objetos descartáveis! Como se eles não fossem seres humanos também e não passassem por infortúnios; como outro ser humano! Mas, aqui se faz! Aqui se paga! Força a essa funcionária! Você não está sozinha! Uma violência dessa com qualquer ser humano, é inadmissível! Cadê a humanidade desse povo! E que sirva de lição para outros abutres, em outras instituições! Isso não se faz! O ser humano em primeiro lugar! Parem com tanta maldade e perversidade! Bando de asquerosos! Vocês sofrerão coisas piores, até os seus leitos de morre se continuarem assim! Porque Deus é justo! Mudem isso! A justiça divina sempre chega e; é, assertiva! Preste atenção!

    ResponderExcluir
  2. Empresa só gosta de funcionário quando está bom de saúde ficou doente já não presta mas prá eles

    ResponderExcluir
  3. O mau do século são essas malditas doenças: depressão, estresse, ansiedade.....Agora chegando o advento do diagnóstico do Transtorno do Espectro Autista TEA em adultos, em fase na idade avançada......Volta logo Senhor Jesus....Vamos entregar nossas vidas nas mãos do Nosso Salvador....

    ResponderExcluir
  4. Na matéria fala que um dos motivos da demissão foi um atestado médico, se um dos motivos foi o atestado médico, e os outros motivos que não foram falados??. O que foi mesmo que aconteceu??

    ResponderExcluir
  5. Como ela deu atestado e estava doente e se tratando, o Bradesco não poderia ter demitido , isso é falta de humanidade, é falta de empatia pela funcionária...Ela tem que procurar na justiça os direitos dela.

    ResponderExcluir
  6. A saúde sim deve está em primeiro lugar numa relação de trabalho onde o empregado esteja passando por algum problema psicológico. Ocorre que a maioria desses empregados de bancos privado, não aceitam a demissão, mesmo que esta se dê por outro motivo que não seja o relacionado a saúde do empregado. Os bancos privado, estão cheio de colaboradores que são sindicalizado e não fazem absolutamente NADA. Tornando o atendimento dos bancos mais precário do que já é. Isso é muito comum e principalmente com funcionários de banco privado que não aceitam a demissão.

    ResponderExcluir
  7. É difícil julgar, mais o banqueiro que tem o coração num cofre, já estão doido pra demitir, pois a classe bancária é uma espécie em extinção , devido o avanço da era digital. E ainda mais dando motivo???? É complicado.

    ResponderExcluir
  8. Os donos de bancos são demônios, adoradores de Mamom.

    ResponderExcluir