quinta-feira, 5 de outubro de 2023

Inquérito sobre a morte de Marília Mendonça foi concluído e aponta pilotos como responsáveis

A polícia civil de Minas Gerais concluiu as investigações sobre o acidente aéreo que matou a cantora Marília Mendonça, e outras quatro pessoas em novembro de 2021.


A conclusão do documento aponta que os pilotos seriam indiciados por homicídio culposo triplamente qualificado por parte do piloto e do copiloto.


Contudo, o cabo da Cemig - Distribuição S.A. que é a maior distribuidora de energia elétrica do Brasil em extensão de rede, atendendo aproximadamente 96% do Estado de Minas Gerais, estava fora da área em que as normas obrigam a sinalização.


O delegado Ivan Lopes de Caratinga afirmou em entrevista coletiva ser descartada a ocorrência de falha mecânica ou mal súbito dos pilotos, ou qualquer outra situação que contribuísse para uma tragédia como esta.


A apuração mostra que o piloto e o copiloto agiram de forma imprudente e negligente, quando não procuraram outros profissionais antes de pousarem no Aeródromo de Caratinga, uma prática exercida por outros condutores na aviação, tida como de praxe.

A polícia sugeriu o arquivamento do caso, já que ambos morreram no desastre e com o falecimento se extingue a punibilidade.


Além de Marilia Mendonça, o avião levava o produtor Henrique Bahia, o assessor Abicieli Silveira e os pilotos Geraldo Martins de Medeiros e Tarcísio Pessoa Viana.

9 comentários:

  1. Só sobra para os heróis, agora os donos das instalações de cabo de energia sem a esfera de aviso, esses são inocentes. Só no Brasil viu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como foi apurado pela perícia profissional, anônimo 17:25, o acidente foi ocasionado por imprudência dos pilotos por faltam de comunicação. Era o primeiro vôo deles aquele destino, senão me engano. Tinha de colher informação da rota

      Excluir
  2. Mortos não podem se defender. A propósito, parece que a investigação foi "levada a sério", enquanto que outros "acidentes" suspeitos passam batidos.

    ResponderExcluir
  3. E muito difícil acusar os pilotos sabendo que a companhia de energia elétrica não tem culpa não né porque até então os cabos não tinham sinalização é como que o erro foram deles certo que eles podem ter culpa mais não acredito nessa história da justiça não.

    ResponderExcluir
  4. Simplesmente, foi uma fatalidade. Apesar de ter ocorrido, a falha dos pilotos, em não buscar, orientação e informação da rota. Infelizmente chegou o dia, da partida de todos.

    ResponderExcluir
  5. Como uis pilotos foi culpados se eles mesmo próprio morreu TB num acidente.eventa outro pq esse nao colou não ok

    ResponderExcluir
  6. Rapaz....É cada um comentário que só Jesus na causa mesmo!! kkkkk Ninguém causa acidente porque quer e muitos morrem por causa destes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E você se acha muito inteligente, né? Acidente acontece por imperícia e imprudência também. Despreparo para exercer uma função de risco. Claro que ninguém está livre, mas se seguir as regras, diminui os riscos

      Excluir
  7. O Brasil não é pra amadores, de forma alguma. É mais fácil imputar conduta delitiva ou até imprudente e ou imperita à profissionais da aviação que já estão mortos e finalizar o inquérito, do quê dar culpa do fato à quem realmente tem. Vejam só :
    Resultados financeiros
    A Cemig registrou um lucro líquido acumulado de R$2,8 bilhões nos primeiros nove meses de 2021, um crescimento de 75,1% em relação ao mesmo período do ano passado, que foi de R$1,6 bilhão.

    A CEMIG é bilionária, vcs acham que a mera sinalização dos cabos é alguma coisa pra ela? É dinheiro de bala, mas a ganância e o não se importar com as regras é o que deu causa a essa tragédia.

    ResponderExcluir