quarta-feira, 8 de novembro de 2023

Justiça suspende registro de advogado baiano que faturou mais de R$ 300 mil com fraudes

A Justiça da Bahia recebeu denúncia contra o advogado Almiro Mário Campos Sales de Almeida e o impôs a suspensão do exercício da advocacia. Alvo da Operação Fatura, do Ministério Público do Estado (MP-BA), ele é acusado de usar documentos falsos em, pelo menos, 217 processos judiciais. Conforme o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), Almiro se passava por outras pessoas e movia ações contra bancos e operadoras de telefonia.

O advogado ajuizava ações em nome de consumidores com possíveis negativações ou com restrição de crédito, a fim de angariar valores provenientes de condenações relativas a dano moral, acusa o Gaeco, braço especializado do Ministério Público. A denúncia foi aceita no último dia 31, o que transformou o suspeito em réu. A acusação se baseou nas investigações da Operação Fatura, feita pelo MP em janeiro passado.

As fraudes eram efetivadas por meio de documentos falsos em ações nos Juizados Especiais Cíveis do Consumidor de Salvador, de 2018 a 2019, aponta o órgão fiscalizador. O acusado, sustenta a acusação, adulterava a própria fatura de consumo da SKY, inserindo nomes de terceiros, para forjar a comprovação de residência dos consumidores supostamente lesados pelas empresas.

As falsificações teriam gerado ao advogado um proveito econômico de mais de R$ 300 mil. O MP também pediu, e a Justiça determinou expedição de ofício ao Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/BA) para que sejam adotadas as medidas administrativas e disciplinares cabíveis ao caso.

6 comentários:

  1. A polícia da bahia nao faz ,uma operação nos bairros pau caido ,alto do cruz cuscuz, Daniel Gomes,? Será que é verdade o que andam dizendo que os BDM e pvc pagam a polícia para proteger esses caras ,vejamos aqui no Daniel Gomes quando da a noite vagabundos com espingardas 12 ficam andando nas ruas is moradores tem até medo de sair a noite ,e outra pau caido e vc entrar até por engano lar é logo arbitrado por caras armados mais ninguém ver uma operação naqueles bairros que sao de facções ligada ao pvc, asim tbm acontece em Buerarema agora vejamos a cidade de Ilhéus onde hoje tá quase 70% dominadapelas facções do pvc acho que os policiais sao comprados só pode bandidos conhecidos da população vivem de boa no alto da mangabina e por air vai mais porque nao tem operações neste locais ?

    ResponderExcluir
  2. Pensei que fosse o advogado rafly salomeia

    ResponderExcluir
  3. O que tem de advogado bandido com diploma comprado nesse país é uma festa!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. A JUSTIÇA NÃO SUSPENDE A PROFISSÃO DE ADVOGADO, A MESMA NÃO TEM LEGITIMIDADE PARA ESSE FIM.
    A LEGITIMIDADE DO ADVOGADO ATUAR É CONSTITUCIONAL, O MONOPÓLIO DE SUSPENDER, PUNIR, CANCELAR INSCRIÇÃO É DA OAB É O QUE REGEM O ESTATUDO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL E LEI FEDERAL.
    "JUSTIÇA SUSPENDE REGISTRO DE ADVOGADO BAIANO" O ANUNCIADO ESTÁ ERRADO. PODE SER ASSIM: OAB SUSPENDE RESGISTRO DE ADVOGADO BAIANO, APÓS O CONTRADITÓRIO, AMPLA DEFESA E O DEVIDO PROCESSO LEGAL.

    ResponderExcluir
  5. A oab foi criada na ilegalidade, daí vc tira...

    ResponderExcluir