sexta-feira, 22 de dezembro de 2023

Eunápolis: Detentos entram em luta corporal com funcionários, escalam parede e fogem de presídio

Dois detentos fugiram do presídio de Eunápolis, no extremo sul da Bahia. De acordo com a Polícia Civil da cidade, a fuga aconteceu na tarde de quinta-feira (21), enquanto os suspeitos eram levados para um atendimento médico dentro da prisão.

Os detentos foram identificados como Uillian da Silva Guimarães, conhecido como "Gordura", e Jackson Araújo do Nascimento Júnior, chamado apenas de "Júnior". Essa é a segunda vez que Uillian foge de uma prisão na Bahia.

Segundo a polícia, a fuga dos detentos foi facilitada por três funcionários do presídio. Eles foram autuados pela infração do artigo 351 “caput” do Código Penal Brasileiro, que prevê punição para quem promove ou facilita fuga de pessoas legalmente presas. Entenda o passo a passo da fuga:

👉 Uillian e Júnior foram levados para uma área interna do presídio, onde passariam por um atendimento médico que não foi detalhado;

👉 No caminho, os detentos começaram uma luta corporal com os agentes;

👉 Um deles conseguiu retirar as algemas e ambos fugiram em direção ao alambrado que cerca o presídio;

👉 Pessoas encapuzadas, que estavam do lado de fora do presídio, atiraram contra os agentes;

👉 Enquanto os encapuzados davam cobertura, os detentos escalaram o alambrado e fugiram.


Segunda fuga de "Gordura"

Uilliam da Silva Guimarães tem 31 anos e é suspeito de chefiar uma organização criminosa que atua em Caraíva, Pindorama e outras cidades do extremo sul da Bahia.

Em 2015, ele se envolveu na morte de um policial militar identificado como Demisson Rodrigues Sampaio, no município de São José da Vitória, no sul da Bahia. Na ocasião, ele roubava uma agência dos Correios e conseguiu fugir.

O suspeito foi preso no mesmo ano, na cidade de Cachoeira do Itapemirim, no Espírito Santo. Após a prisão, Uillian foi transferido para o presídio de Eunápolis.

Depois de cerca de um ano preso, ele conseguiu fugir da prisão em 2016. O suspeito foi encontrado e preso novamente no mesmo ano, dessa vez na cidade de João Molevade, em Minas Gerais. Não foi informado quando ele foi trazido novamente para o presídio de Eunápolis, na Bahia.

Segundo a Polícia Civil de Eunápolis, a suspeita é que o detento tenha fugido para a cidade de Porto Seguro, a 63 km de Eunápolis. //g1

9 comentários:

  1. Ele já era pra tá preso embaixo de 7 palmos de terra

    ResponderExcluir
  2. Cumpadinho, coloca o omem no CAMPO SAGRADO, lá e que é o lugar dessa gente.

    ResponderExcluir
  3. Mata logo esses ratos! Mandem logo pro inferno!

    ResponderExcluir
  4. Que agentes são esses????PQP

    ResponderExcluir
  5. Esse nossos agentes penitenciários no país não aguentam ver uma propina que ficam loucos, claro não agravando a todos, tem exceções. Quem deveria tomar conta desses presídios deveria ser uma policia militar especial, tipo a CAERC. Só assim moralizaria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AGENTES PENITECNIARIOS NÃO ! empresa tereceirizada fazendo função do estado é ciclo vivioso na Bahia e alguns estados, no brasil fora criada a POLICIA PENAL que são exatamente os antigos agentes penitenciários, as empresas terceirizadas tem em seus quadros FUNCIONÁRIOS e não agentes, não precisa policia militar tomar conta de unidades prisionais até porque eles tem suas funções basta que a coisa seja levada com seriedade a exemplo de regulamentara a policia penal e dar lhes suas missões que é muralha escoltas e intervençõesfora isso nada...

      Excluir
    2. AGORA É BALA NÉ PM E CIVIL, CHEGA DE PRENDER ESTES VERMES

      Excluir
  6. Impunidade, um matou o PM ficou impune, os agentes que facilitaram sua fuga também ficarão..........Brasil.

    ResponderExcluir