sexta-feira, 17 de maio de 2019

Bahia tem a segunda maior taxa de desocupação, ficando atrás apenas do Amapá



A Bahia tem a segunda maior taxa de desocupação do país, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgada pelo IBGE nesta quinta-feira (16). É considerada desocupação quando a pessoa não está trabalhando e procurou trabalho. Os dados são referentes aos três primeiros meses de 2019.
Com 18,3%, a Bahia fica atrás apenas do Amapá, que tem 20,2% de pessoas desocupadas. Depois do estado, vem o Acre, com 18%. 

De acordo com os dados, no primeiro trimestre de 2019, foi registrado 1,282 milhão de pessoas desocupadas, 71 mil a mais que no último trimestre de 2018, equivalente a 5,8% a mais. 

Em relação ao 1º trimestre do ano passado, quando havia 1,237 milhão de desocupados, o aumento foi de 45 mil desocupados, 3,7% a mais. 

O número de pessoas que não estão trabalhando nem procuraram trabalho (ou seja, estão fora da força de trabalho) ficou em 5,003 milhões, na Bahia, no 1º trimestre de 2019. 

Segundo o IBGE, o número também mostrou um discreto viés de alta tanto frente o 4º trimestre de 2018 (quando eram 4,961 milhões) quanto na comparação com o 1º trimestre do ano passado (4,948 milhões). 

Dentre esses que estão fora da força de trabalho, os desalentados somaram 768 mil pessoas, na Bahia, no 1º trimestre de 2019. Embora o estado continue com a maior população de desalentados do país, houve pequenas reduções desse contingente tanto frente ao 4º trimestre (quando havia 772 mil pessoas nessa situação) quanto em relação ao 1º trimestre de 2018 (quando eram 774 mil pessoas).
A população desalentada é aquela que está fora da força de trabalho por uma das seguintes razões: não conseguia trabalho, ou não tinha experiência, ou era muito jovem ou idosa, ou não encontrou trabalho na localidade, mas se tivesse conseguido trabalho, estaria disponível para assumir a vaga.

13 comentários:

  1. Taí a prova do atraso que vive o estado, falar ate papagaio fala muita propaganda mentirosa,como a da barragem de Itape,Itaju do Colônia só vive sem água, itabuna a maioria dos bairros só cai água de 15 em 15 dias,então me diga pra quê essa barragem? Não existe tubulação nenhuma, só enrolação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ué, vc não votou em Bolsonaro, ele disse que há desemprego pq os desempregados não tem qualificação, portanto não é o estado o culpado, siga seu presidente, afinal vcs tem o mesmo pensamento, vcs se identificam do contrário vc não votaria nessa mula, agora aguente.

      Excluir
    2. A Bahia tem o governo do PT sua mula das 22:08, larga de ser um doente.

      Excluir
    3. Finalmente um comentário sincero e onesto ,eu quero é mais ,eu não sou empregado de ninguém mesmo nem dependo da previdência kkkkkkk

      Excluir
  2. E com toda certeza grande parte desses desocupados residem, ou estão la em Ferradas. Fazendo o que o peixe faz muito bem (nada) e perturbando o direito de ir e vir dos cidadãos de bem.
    Sai fora Caipora!

    ResponderExcluir
  3. Apesar de ainda estarmos em 2 lugar no desemprego, fomos o estado que mais criou empregos.
    Uma bosta a bahia sempre foi, mas agora somos uma bosta menos fedida e menor.
    Nao é atoa que a cada dia os paulistas vem invadir a procura de oportunidade! Orgulho da bahia e do nordeste, temos rui costa e jaques vagner mas nao elegemos um alexandre frota ou tiririca!

    ResponderExcluir
  4. Os paulistas invadindo a Bahia ? Você deve estar falando dos baianos que estão retornando com sotaque de paulista, só pode !

    ResponderExcluir
  5. A Bahia é do PT desde 2010, precisa dizer mais alguma coisa???VIOLÊNCIA E DESEMPREGO é esse o desgoverno do PT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc bebeu água salgada infeliz, o governo do PT que fez a barragem, a Bahia hoje éo ACM passou 40 anos no poder e agora que o PT alavancou a Bahia, com metrô e todas e as conquistas todas.

      Excluir
  6. Parabéns PT, conseguiram com louvor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc é um bolsonarista filho de uma égua.

      Excluir
  7. Calma, é nessas horas que as grandes corporações chegam quando precisamos do dinheiro para comprarmos comida pra sobreviver, Nessa hora que se aplica a mão de obra barata. Se ligue

    ResponderExcluir