sexta-feira, 17 de maio de 2019

Barragem pode se romper em Minas Gerais neste domingo (19)


O Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MP-MG) fez uma recomendação à mineradora Vale para que a empresa adote “imediatamente” uma série de medidas para deixar claro à população de Barão de Cocais (MG) sobre os riscos de rompimento da barragem de mineração Sul Superior, da Mina de Gongo Soco. De acordo com a Vale, o rompimento poderá ocorrer entre 19 e 25 de maio.

A informação sobre o risco de rompimento foi obtida pelo MP-MG junto à própria minerador que descreveu em documento “uma deformação no talude norte da Cava de Gongo Soco, na Mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais, passível de provocar a sua ruptura, gerando vibração capaz de ocasionar a liquefação da Barragem Sul Superior, levando ao rompimento da estrutura e, por conseguinte, danos sociais e humanos imensuráveis para a região”.

Segundo nota do MP-MG, divulgada nesta quinta-feira (16), a Vale deve comunicar “por meio de carros de som, jornais e rádios, informações claras, completas e verídicas” sobre a condição estrutural da barragem. O Ministério Público quer que moradores e pessoas que estejam transitoriamente na cidade, no sudeste de Minas Gerais, saibam dos “potenciais danos e impactos de eventual rompimento”.

A recomendação assinala que a empresa deve fornecer “total apoio logístico, psicológico, médico, bem como insumos, alimentação, medicação, transporte e tudo que for necessário” às pessoas eventualmente atingidas.

A Vale também deverá manter posto de atendimento 24 horas nas proximidades dos centros das cidades de Barão de Cocais, Santa Bárbara e São Gonçalo do Rio Abaixo. Os postos deverão “contar com equipe multidisciplinar preparada para acolhimento, atendimento e atuação rápida e pronta a serviço dos cidadãos”.

Em comunicado, a Vale ressalta que “não há elementos técnicos até o momento para se afirmar que o eventual escorregamento do talude Norte da Cava da Mina Gongo Soco desencadeará gatilho para a ruptura da Barragem Sul Superior”.

A Vale informou que fará simulado de evacuação em Barão de Cocais no próximo sábado, 18 de maio, às 15h. Agência Brasil

7 comentários:

  1. Se em Mariana ainda estão resolvendo pendências de pagamento até hoje, se a estrutura dessa barragem já está comprometida e eles só avisam agora, imagina se a Vale vai fazer alguma preventiva. O presidente da empresa já deveria ser preso preventivamente junto com a equipe técnica, isso sim.

    ResponderExcluir
  2. A Vale gananciosa e assassina está destruindo um estado e seu povo. Constata-se a veracidade da desconfiança: no Brasil não existe justiça nem leis para punir os poderosos, mesmo que assassinem centenas de homens, mulheres, crianças e destruam o meio ambiente. Definitivamente, isto é uma república de bandidos!

    ResponderExcluir
  3. Desde de bem pequenininho ouvia dizer a natureza sempre cobra de volta os males que fazemos a ela

    ResponderExcluir
  4. Desde de bem pequenininho ouvia dizer a natureza sempre cobra de volta os males que fazemos a ela

    ResponderExcluir
  5. Isso é para quem acha que deve haver privatizações em tudo, a vale é um exemplo disso, tem que moralizar a estatal e não vender

    ResponderExcluir
  6. Li essa reportagem há três dias e fiquei boquiaberto, a nota diz no Uol, pode desabar a partir de domingo, é brincadeira, pq não pode desabar sábado?

    ResponderExcluir
  7. Eu quero ser assessor do senador FLÁVIO BOLSONARO.

    ResponderExcluir