terça-feira, 12 de novembro de 2019

Turista de MG que teve manchas no corpo após banho de mar na BA recebe alta; laudo é inconclusivo

Caso aconteceu na cidade de Ilhéus — Foto: Arquivo Pessoal
O turista de Minas Gerais que está com manchas no corpo desde que tomou banho de mar em uma praia de Ilhéus, já recebeu alta. Ele deixou o Hospital Regional Costa do Cacau, no final da tarde de segunda-feira (11). Anderson Gabriel Miranda, de 38 anos, estava internado na unidade de saúde desde o dia 4 de novembro após mal-estar com vômitos e náuseas.

Apesar da alta, o laudo com as causas das manchas e do mal-estar é inconclusivo. "Não podemos cravar o que ocorreu. Todos os exames que deram positivo para a outra paciente [Claudia - Veja o caso dela ao final da matéria] deram negativo para ele", disse o Secretário de Saúde de Ilhéus, Geraldo Magela.

A secretaria já havia descartado a intoxicação por óleo, mas o turista seguiu em observação no hospital e passou por exames com vários especialistas. O hospital resolveu mantê-lo internado por precaução, para controlar o que ele ingere e evitar uma possível intoxicação.

Ainda com as manchas pelo corpo, Gabriel conta que vai voltar para Minas Gerais até essa quarta-feira (12) e, em seguida, procurar tratamento para as manchas.

"Eu não sinto mais náuseas, nem nada, só minha pressão que ainda tem picos. Hoje eu fui na farmácia depois do almoço e minha pressão estava 17/10. Eu nunca tive problema de pressão, apresentei esse problema agora. Minha pele ainda está bem vermelha e sinto coceira", contou.

Anderson, que é empresário e veio para a Bahia em período de férias, disse que a situação não o traumatizou e que ele tem muito carinho pelo nordeste. 

19 comentários:

  1. Mineiro tem alergia a água salgado.

    ResponderExcluir
  2. O Secretário de Saúde vai dizer? Espera sentado, já era esperado o laudo inconclusivo.
    Nova uma ação contra a união, o município de ilhéus por negligência,moça contra o Estado.
    Eles sabem sim oq houve, o caso é grave e eles não quiseram relatar, faça exames em Minas Gerais, particular.
    Entre com uma ação, procure um Advogado honesto, hoje uma ruma de Advogados desonesto que não tá no gibi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como ele vai ganhar algo se tava proibido o banho naquela parte?
      Ele entrou de ousado, e sabendo que podia acontecer algo.

      Excluir
  3. Só vou na praia se a cerveja.for 0,99 centavos com direito a churrasquinho. Mesmo assim sem banho.kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melhor você tomar banho no rio cachoeira mesmo. Tem coragem?
      kkkkk

      Excluir
  4. NOSSA SAÚDE COMO SEMPRE DE MAL A PIOR.
    LAUDO INCONCLUSIVO?
    TEM EXAMES LABORATORIAIS ANALISADOS EM MG.
    ????????????
    🤔🤔🤔🤔🤔🤔
    FALOU INTERESSE OU QUE PORRA FOI?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E seu presidente vai tirar o seguro DPVAT porque ele disse q o SUS atende bem

      Excluir
  5. Acho que algum pervertido urinou nas costas dele, quando estava tomando sol de bruços.
    E ele, chapado de breja nem viu na hora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tb acho que foi algum safado ilheense que mijou nele.
      tem um monte de corno e malandro ai em Ilhéus que adora tirar onda com turista. Principalmente nessa praia onde aconteceu.

      Excluir
    2. Ilhéus ta de mal a pior. Mas Itabuna lidera o ranking de puta, corno e viado
      que não tem diversão em sua cidade e vem pra cá, invadir a praia dos outros.
      Ruma de papa-jaca.

      Excluir
  6. Suco de limão jogado na pele, secando ao sol bem quente faz isso.
    Aconteceu com meu primo. Pior que nunca sai, fica tatuado mesmo.

    ResponderExcluir
  7. piolho do mar . Refrescar-se no oceano em um dia quente é um dos grandes prazeres da vida. A menos que você tenha uma erupção cutânea com comichão, algumas horas depois de sair da água.

    Se você estivesse nadando no Oceano Atlântico, no Golfo do México ou no Mar do Caribe, a erupção cutânea poderia ser uma condição chamada piolho do mar. Embora possa deixá-lo com coceira e desconforto por alguns dias (ou uma semana), geralmente não há efeitos duradouros.

    Sintomas
    Você pode perceber uma sensação de espinhos ou picadas enquanto ainda está na água. Mas, na maioria das vezes, começa de alguns minutos a várias horas depois que você sai da água.

    Uma erupção cutânea com comichão vermelha aparecerá sobre partes do corpo cobertas pelo cabelo ou roupa de banho. Isso pode incluir a virilha, a parte traseira, o peito, o abdômen, o pescoço ou as costas. Você pode ter 200 picadas ou mais.

    Outros sintomas incluem dor de cabeça, calafrios, febre, náusea e cólicas abdominais. É raro, mas algumas pessoas precisam ir ao hospital para tratamento.



    Se você já teve piolhos do mar antes e foi picado novamente, provavelmente sentirá isso imediatamente. Os sintomas ocorrem mais rapidamente na segunda vez.

    Causas
    A erupção cutânea, também chamada de erupção do peixe marinho, é uma forma de dermatite causada por larvas de água-viva na água. As larvas pertencem a duas espécies marinhas que picam: a água-viva do dedal (Linuche unguiculata) e uma anêmona do mar (Edwardsiella lineata). Eles são parasitas que se alimentam de peixes, não humanos. E a palavra "piolho" pode fazer você pensar em piolhos, mas não há nenhuma relação.

    As larvas são transparentes, então você não pode vê-las. E eles são tão minúsculos (2 a 3 milímetros de comprimento) que ficam presos no seu cabelo ou entre a sua roupa de banho e a sua pele.

    Quando você sai, a água escorre de você, mas as larvas ficam para trás. Seu maiô esfrega contra a pele, fazendo com que as larvas o picem e injete sua toxina.


    Tratamento
    Primeiro, o que não fazer: não pule no chuveiro ou na piscina com seu traje de banho e espere alívio. A água fresca fará com que a água-viva comece a picar novamente e pode piorar sua dor. Em vez disso, tire a roupa de banho assim que puder e lave o corpo. Lave seu traje em água quente e jogue-o na secadora para garantir que todas as larvas se foram. Se você teve uma erupção cutânea grave, pode até se livrar do processo.

    A maioria dos casos de erupção de peixes-marinhos é fácil de tratar em casa. Você pode aplicar tratamentos como creme de hidrocortisona ou loção de calamina na pele algumas vezes ao dia. Eles aliviam a coceira e a dor. Anti-histamínicos e medicamentos anti-inflamatórios como o ibuprofeno também podem ajudar. Em alguns casos, seu médico pode prescrever um esteróide.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mineiro buliu em alguma arraia mijona e o bicho mijou nele.

      Excluir
  8. Anônimo 12 de novembro de 2019 17:26
    Que mané suco de limão que nada. Ta pensando que é limonada?
    Ai foi arraia mijona que ele buliu e o bicho mijou nele.

    ResponderExcluir
  9. Obra de maconheiro ilheense da binga podre contaminada, que mijou no rapaz que adormecido se bronzeava de costas.
    O que bem tem em Ilhéus é maconheiro xinxeiro vagabundo.

    ResponderExcluir
  10. Pode ser picada de mosquito da dengue.

    ResponderExcluir
  11. qualquer coisa pode ser,pois, tomei banho de mar cercado por pequenas manchas e não aconteceu nada comigo graças a deus, más as coisas são diferentes no organismo de cada um, prudência é o melhor remédio.

    ResponderExcluir
  12. Gente! Quem não ta vendo que é intoxicação por carangayjo.

    ResponderExcluir