quinta-feira, 19 de março de 2020

Derrubada liminar que mantém vigilantes em atividades essenciais

A greve por tempo indeterminado dos vigilantes que prestam serviço em várias instituições da Bahia chega ao oitavo dia nesta quarta-feira (18), e sem o efetivo mínimo trabalhando.

A categoria não precisa mais manter efetivo mínimo de 50% nas agências bancárias e do INSS, nem 30% nos demais serviços, porque foi derrubada pelo desembargador Edilton Meireles de Oliveira Santos, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), a liminar que determinava que parte dos vigilantes mantivesse as atividades.

O desembargador disse que, como não houve acordo entre patrões e empregados, o julgamento do dissídio foi marcado para 23 de março no TRT, mas foi adiado na tarde de terça-feira (17) pelo desembargador, sem marcação de uma nova data.

Na segunda-feira (16), a categoria e os patrões se reuniram em uma segunda audiência de conciliação no TRT, mas não chegara a um acordo.




Os patrões ofereceram pagar este ano o reajuste da inflação baseada no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2019 (3,57%) e pagar o INPC de 2020 (4,30%) parcelado.

Os vigilantes não aceitaram a proposta. A categoria pede 8% de reposição integral da inflação 2018/2019 e 2019/2020, mais 5% de ganho real; ticket refeição de R$ 13 para R$ 23, além da manutenção das conquistas anteriores.

Diante das restrições por causa do coronavírus, o decreto do governo do estado que, entre outras restrições, proíbe passeatas e concentrações com mais de 50 pessoas, por exemplo, e cuidados comuns a todos, a direção do Sindicato dos Vigilantes deixou de fazer passeatas e grandes concentrações na segunda (16) e terça-feira (17).

Na tarde desta quarta, a categoria divulgou nota informando que resolveu suspender temporariamente as atividades da mobilização (reuniões, manifestações, assembleias, passeatas, visitas a postos, entre outras), com recomendação para que todos os trabalhadores permaneçam em casa. A nota ainda diz que as atividades serão retomadas "assim que as condições referentes à normalidade em relação ao coronavírus permitir".

18 comentários:

  1. INFELIZMENTE NESSA BRIGA QUEM MAIS É PREJUDICADO SÃO AQUELAS PESSOAS QUE PRECISAM DOS SERVIÇOS BANCARIOS....EU NÃO MIM RÉFIRO AO BASICO,,PORQUE O BÁSICO SE RESOLVE NOS CAIXAS ELETRONICOS,,,,OS BANCOS DEVERIAM TER SEUS PROPIOS VIGILANTES...E NAO FICAR CONTRATANDO SERVIÇOS DE TERCEIRIZADOS,,,,,PORQUE QUANDO ELES QUEREM TRABALHAR LEVAM CURRINCULOS,,,PEDEM FORCINHA,,,BRASIL.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O banco não cotrata mais o segurança eles só querem terceirizar o serviço

      Excluir
  2. Moto roubada na ponte nova do Conceição uma Bross vermelha e Branco e Bran nova placa PLU7D37

    ResponderExcluir
  3. Isso é um absurdo. Só para prejudicar ainda mais a população. Chega de greve.

    ResponderExcluir
  4. Caralho neste país tudo é greve, bota essas porra pra fora, tem tanta gente desempregado. Coloca funcionários novos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rapaz não sou segurança, mais acho que devemos respeito a qualquer classe trabalhadora, os profissionais aqui citado estão sem reajuste a 2 anos.......

      Excluir
  5. Poxa isso é sacanagem com os usuários da rede bancária ficamos dependendo desse povo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais um vez fico triste quando ouço esses comentarios. pois um pai de família que coloca um arma na cintura, arma essa totalmente despropocional a usada pelas forças atuais. querendo ou não arrisca sua vida para tentar proteger as dos outros.....pelo amor de Deus não desqualifique esse profissional

      Excluir
  6. Os patrões deveria ter mais bom senso e entrar em acordo logo porque são muitas famílias que precisa tirar um dinheiro que está preso nos bancos , sendo que precisa se alimentar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois e, esses guerreiros estão a 2 anos sem reajuste, com um piso salarial de 1084..
      tickt alimentação de 13 reais dia

      Excluir
  7. Cuidado companheiros e companheiras, isso pode ser a chave para dispensar vocês dos seus empregos!
    Pôr justa causa.

    ResponderExcluir
  8. Apenas um questionamento objetivando algum entendimento: afinal, para que serve esses supostos vigilantes, vez que, a bandidagem rouba as agências na maior tranquilidade e nunca ocorre uma reação por partes destes "vigiadores"! Diferentemente, quando algum cliente, por algum motivo alheio à próprio vontade, exige o cumprimento de seus direitos, estes tais "vigiadores" partem para o espancamento. Alguém já presenciou a atuação "profissional" desses vigilantes? Sempre contra os clientes, jamais enfrentaram os bandidos! Que se fodam!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TUDO E CONTRA O VIGILANTE , NEM RESPEITO SE DA , VÇ E MAIS UM QUE NAO PROCURA
      SE INFORMAR , SAI DO ZAP E SE IMFORMA 'CIDADAO ' ....

      Excluir
  9. é lamentável nossa situação Pois o que queremos apenas o nosso direito somos vigilantes. Temos qualidade em servir nosso próximo sabemos da nossa responsabilidade. Não estamos fazendo isso como um mero capricho, mas sim pela necessidade. A greve continua peço colaboração a todos abraço que Deus abençoe todos.

    ResponderExcluir
  10. Pra que ser um vigilante numa agência? Não tem serventia nenhuma só serve pra Pará o comércio e o desemprego.... inúteis!

    ResponderExcluir
  11. Maus educados quando pedem uma informação tratam os clientes com grosseria.Foda-se cambada não tem utilidade nenhuma.

    ResponderExcluir
  12. Não pedi pra ninguém sr vigilante...tô precisando ir ao banco...essas desgraça de greve

    ResponderExcluir