quarta-feira, 18 de março de 2020

Soteropolitanos evitam aglomerações, e pedidos delivery em restaurantes crescem 20% em Salvador

A pandemia de coronavírus tem provocado mudanças na rotina da população. Em Salvador, bares e restaurantes adotaram medidas como maior espaçamento entre mesas, disponibilização de álcool em gel no salão e distribuição de máscaras para garçons. 

Porém, não evitaram a queda no número de clientes, que seguem a recomendação de evitar locais de grande concentração popular. Já os pedidos em domicílio dispararam. Segundo o conselheiro da sessão baiana da Associação de Bares e Restaurantes do Brasil (Abrasel), Daniel Alves, houve, na capital baiana, um crescimento de 20% no delivery. Em um restaurante de comida oriental localizado no bairro da Pituba, o número de pedidos de entrega em domicílio tem compensado a queda dos clientes presenciais.

"Senti uma queda considerável do movimento do salão do restaurante, em torno de 40%. Mas isso, pelo menos, está sendo compensado por a gente trabalhar com delivery e balcão de retirada. A gente viu a tendência de os clientes pedirem em casa ou retirarem para consumir em casa", afirmou Bruno Oliveira, dono do restaurante. A Bahia registra, até o momento, 18 pacientes infectados com a COVID-19, sendo nove em Salvador, cinco na cidade de Feira de Santana, três em Porto Seguro e um em Prado.

A Bahia registrou 671 casos suspeitos de Covid-19 (coronavírus), de janeiro até as 17h de terça, quando o último boletim da Sesab foi divulgado. Desse total, 16 foram confirmados, 252 foram descartados e 403 aguardam análise laboratorial. O diagnóstico positivo para o novo coronavírus pode cursar com grau leve, moderado ou grave.

A depender da situação clínica, pode ser atendido em unidades primárias de atenção básica, unidades secundárias ou precisar de internação. Mesmo definindo unidades de referência, não significa que ele só pode ser atendido em hospital. Os casos graves devem ser encaminhados a um hospital de referência para isolamento e tratamento. Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar.

Um comentário:

  1. Colé verdinho, cadê as informações do bandido do DMP que morreu em confronto com a PM e o cara que mataram no Semi Anel Rodoviário jogado lá nos matos ? Solta a notícia aí . Esqueceu das informações?

    ResponderExcluir