terça-feira, 17 de março de 2020

Três são presos e quase duas toneladas de cocaína são apreendidas em depósito em Camaçari

Três são presos e 1,7 tonelada de cocaína é apreendida em depósito em Camaçari, na região metropolitana de Salvador — Foto: Divulgação/Polícia Federal
Três homens foram presos em flagrante e 1,9 tonelada de cocaína foi apreendida na noite de segunda-feira (16), em Camaçari, na região metropolitana de Salvador.

As prisões e apreensão ocorreram em operação conjunta entre as Polícias Federal e Militar. Os policiais conseguiram localizar um grande depósito de drogas no bairro de Cascalheira, no município.

Os três homens presos são de São Paulo e estavam no depósito. Eles responderão pelos crimes de tráfico drogas e associação para o tráfico, previstos nos artigos 33 e 35 da Lei 11.343/2006, cujas penas, somadas, podem chegar a 25 anos de reclusão.

8 comentários:

  1. Urge uma intervenção das Forças Armadas no território baiano devido à invasão dos quadrilheiros petralhas, os quais estão transformando a Bahia em um depósito e escritório do crime organizado com o conhecimento e aquiescência do "governador" Ruim. Não existe a menor possibilidade de demonstrar ignorância com relação a estes eventos envolvendo a maldita e cruel quadrilha de Lulaladrão. O povo precisa reagir contra os bandidos petralhas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguém tenta traduzir por favor?

      Excluir
    2. Bandidos petralhas?? Vcs são doentes? Querido, "Luladrão" já não é presidente há quase 10 anos... E tem pelo menos 4 anos o PT já não está na presidencia... Ou seja, nos poupe de sua ignorância.

      Excluir
  2. Não fica 5 meses kkkkkk

    ResponderExcluir
  3. 1.9? cadê o restante que completaria as 2 toneladas ? kkkkk

    ResponderExcluir
  4. Os agentes cheiraram tudo kkkk

    ResponderExcluir
  5. A petralhada não desiste da constante prática de crimes. Pois é, antes roubavam dos cofres públicos, agora está complicado. Mas, a luta continua e a bandidagem precisa comprar cachaça, mortadela, pão e ferraduras. Ô louco meu!

    ResponderExcluir