segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Correios celebra Dia do Carteiro e 358 anos de serviço postal

Nesta segunda-feira (25), os Correios comemoram 358 anos de serviço postal no Brasil, dedicando também o dia a um dos profissionais responsáveis pela credibilidade e reconhecimento da população à instituição: o carteiro.

Nas palavras do presidente da estatal, Floriano Peixoto, “estes profissionais, com seu trabalho na linha de frente, representam os Correios, mostrando à população que responsabilidade, compromisso com o resultado, respeito às pessoas e integridade são valores que definem os quadros da empresa”.

A comemoração da data reveste-se da singularidade que acompanha a empresa desde o início da pandemia do novo coronavírus: os Correios e seus empregados demonstraram o quão essenciais são esses serviços para a população, no momento em que ela mais precisou.

Nesse cenário, os empregados tiveram um papel determinante: o de continuar levando aos cidadãos brasileiros suas correspondências e encomendas, aproximando pessoas em um momento em que muitos precisaram ficar em casa e dependeram da nossa logística, mais do que nunca. Para as empresas, os Correios também se mostraram, em muitos casos, como a única alternativa para continuar movimentando as vendas.

No último ano, os Correios entregaram cerca de 3,8 bilhões de objetos postais em todos os cantos do país. Houve um significativo crescimento nos índices de qualidade operacional, superando as metas mês a mês, chegando a entregar mais de 96% das encomendas no prazo no mês de dezembro.

Ainda em 2020, a estatal foi premiada com o selo Bronze pelo EMS Performance Awards, em virtude de seu excelente desempenho operacional no ano de 2019. A premiação internacional é dada pela Cooperativa EMS (Express Mail Service) com o intuito de reconhecer os membros pela qualidade do serviço prestado durante o ano.

Com o prêmio, os Correios fazem parte de um grupo exclusivo da rede de serviço expresso internacional, que reúne países com performance operacional de expressiva relevância.

Patrono dos Correios – O mensageiro Paulo Bregaro, considerado o primeiro carteiro do Brasil, entregou a D. Pedro I, no dia 7 de setembro de 1822, correspondência da Imperatriz Leopoldina informando sobre novas exigências de Portugal com relação ao Brasil. Ao recebê-la, às margens do Riacho do Ipiranga, D. Pedro reagiu às imposições da Corte e declarou no ato a Independência do Brasil, associando assim os Correios a um dos mais importantes momentos brasileiros. Por seu feito, Paulo Bregaro é o patrono dos Correios.

9 comentários:

  1. e bosta-naro dando de brind para os espanhóis e demitindo todo mundo, uma emporesa viável como os correios, não tem o que celebrar, bosta-naro acabou com tudo, destruiu tudo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkk. Tu tava onde quando assaltaram e sucateadas os Correios? Isso não foi nesses 2 últimos anos. Os Correios um dia foi viável, hj nada mais é um cabide de empregos e torneira para jorrar o dinheiro público.

      Excluir
    2. Por ser um petralha, sabes apenas zurrar e expelir merda pelo orifício que utilizas para ingerir a ração diária à base de merda, bosta, capim e maconha.
      A Empresa de Correios e Telégrafos até o final da década de 1990 era a mais eficiente empresa estatal e, caso alguém se interesse e saiba pesquisar, poderá tomar conhecimento pelas reportagens da revista semanal Veja. Com a ascenção de Lullaladrão e a quadrilha Petralha ao governo, deu-se o desmonte de toda estrutura administrativa estatal. Os ladrões petralhas saquearam as empresas estatais, saquearam e quebraram a economia do Brasil. Todos sabem disso, inclusive os bandidos petralhas que se fingem de sonsos mas, são ladrões incorrigíveis e inveterados.

      Excluir
  2. E CONTINUA UMA MERDA

    ResponderExcluir
  3. Correios serviço caro e ineficiente.

    ResponderExcluir
  4. Esse tal CORREIOS serve prá que mesmo?
    Isso é coisa ultrapassada.
    Privatização já.

    ResponderExcluir
  5. É lamentável ver que os correios tornou-se um uma instituição em que não dá conta e não sabe muito menos onde foi parar nossas encomendas.

    ResponderExcluir
  6. Correios é coisa dos tempos dos FARAÓS.
    Já caíram de moda faz séculos.

    ResponderExcluir
  7. Merecem uma salva de BUFAS.

    ResponderExcluir