sábado, 23 de julho de 2022

Distribuidoras apontam prejuízos na pandemia e Aneel avalia reajustar tarifas

Após perdas de receita causadas pela pandemia da Covid-19, sete companhias elétricas pediram a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) recomposição do equilíbrio econômico-financeiro. 

A agência abriu processo neste mês para analisar se concede um aumento nas tarifas destas distribuidoras espalhadas pelo país.

Como motivo desta queda de receita, as empresas apontam, por exemplo, perda de faturamento por redução de mercado e aumento da inadimplência dos consumidores.

No último dia 14, a Aneel reconheceu a admissibilidade dos pedidos. Agora, vai analisar o mérito – ou seja, se os contratos devem ser reajustados para recompor perdas causadas pela pandemia.

As sete distribuidoras que passarão pela análise são:

• Neoenergia Pernambuco (antiga Celpe, PE)

• Neoenergia Coelba (BA)

• Neoenergia Cosern (RN)

• Copel (PR)

• Enel Rio de Janeiro (RJ)

• Light (RJ)

• Neoenergia Brasília (DF)

As demais distribuidoras não solicitaram a revisão. Era preciso que as empresas entrassem com o pedido até meados de maio.

A possibilidade de revisão dos contratos por perdas de receita causadas pela pandemia foi prevista no decreto que criou a “Conta-Covid”, um empréstimo feito ao setor elétrico em 2020 para socorrer as companhias dos impactos causados durante a crise do coronavírus.

Impacto tarifário

A eventual aprovação do reequilíbrio dos contratos pode trazer impactos tarifários aos consumidores atendidos por essas distribuidoras.

Segundo a Aneel, uma vez aprovada a revisão, as concessionárias terão direito a “componente financeiro de reequilíbrio econômico-financeiro”, que incidirá no processo tarifário ordinário de cada concessionária.

As distribuidoras de energia passam por revisões tarifárias anuais. As datas variam conforme a data de aniversário do contrato de concessão de cada empresa. Nessas revisões, é estabelecido o reajuste da tarifa de energia.

O mérito do pedido das sete distribuidoras será analisado pela área técnica, passará por consulta pública e, depois, será votado pela diretoria colegiada da agência.

Por isso, diz a Aneel, a eventual aprovação “não gera efeitos tarifários de imediato” ao consumidor, mas somente no “próximo processo tarifário ordinário de cada concessionária”.

15 comentários:

  1. Ué, agora não venham me dizer que deram Lockdown na energia.kkkkk que coisa hein

    ResponderExcluir
  2. Palhaçada. Isso é chamar todo mundo de idiota. Tem que dar um basta igual deu na Petrobras.

    ResponderExcluir
  3. Depois da pandemia teve aumento pra o consumidor ,comovai ter novamente

    ResponderExcluir
  4. Será que a ANEEL achou pouco o absurdo que pagamos de energia elétrica?
    Se não bastasse o valor da tarifa, ainda pagamos iluminação pública, ainda não sendo o suficiente para a ANEEL pagamos também umas tais bandeiras que foram incorporadas de forma sorrateira e perpétua em nossas contas...

    ResponderExcluir
  5. Ou seja, eles tomam prejuízo e nós consumidores pagamos a conta? Onde está a validade do Código de Defesa do Consumidor onde expressa que jamais o consumidor pode levar desvantagem desnecessária por ser a parte hipossuficiente na relação de consumo?

    ResponderExcluir
  6. Atenção coelba nesses condomínio minha casa minha vida tem muitos Gatos nos apartamentos e nos pátios lá condomínio Pedro Fontes 2 tem vários e até o fio terra em vários já puxaram lá no bloco 5 mesmo os moradores estão se queixando que geladeira televisão vários eletrodomésticos estão dando choques por conta do fio terra que trancaram até corre mão tá dando choque

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não trocou nada puxaram os fios terra de vários blocos não é só no bloco 5 não isso fizeram em vários blocos sem falar nos gatinhos q muitos fizeram coisa de bandidos

      Excluir
  7. COELBA só ferrando com o povo

    ResponderExcluir
  8. Já tivemos um aumento em abril de 26% e agora mais um tudo agora é pandemia. País de canalhas!

    ResponderExcluir
  9. Como sempre, o pobre sempre se ferra. Agora me diga se a gente teve culpa da pandemia? É cada uma viu, é como minha mãe fala: O pau inverga no C.... do rico e quebra no C.... do pobre, ôooo derrota.

    ResponderExcluir
  10. Na pandemia povo trabalhou mais de casa o que aumenta o consumo da energia e esses empresários chamam de preju , isso é para os eleitores desse presidente entender que os empresários viram nele uma chance de aumentar a riqueza e nem o Lula seria uma boa pois fez o mesmo pelo os empresários. Hora de mudar tudo, ou então vamos continuar pagando para ricos ficarem mais ricos.

    ResponderExcluir
  11. Mentira, e fale o PT da desesperado.

    ResponderExcluir
  12. Ímpios, pagãos, híbridos (covidianos) e idólatras de políticos, vocês merecem isso, em breve a China irá invadir esse prostíbulo pagão chamado Brasil!

    A ira do Criador está próxima, ímpios, pagãos, híbridos e idólatras de políticos.

    O lago de fogo os aguarda, covardes!

    ResponderExcluir
  13. Patifaria com o povo.

    ResponderExcluir