segunda-feira, 12 de setembro de 2022

Vítima novamente de estupro, menina de 11 anos que teve aborto negado pela família engravida pela segunda vez

Foto ilustrativa

Aos 11 anos, uma menina moradora da zona rural de Teresina (PI), está grávida pela segunda vez após ser vítima de outro estupro. A criança deu à luz ao primeiro filho há cerca de um ano depois de ter o direito ao aborto negado.

Um exame realizado na última sexta-feira (9), no Serviço de Atendimento às Mulheres Vítimas de Violência, da Maternidade Dona Evangelina Rosa, comprovou que a garota está com três meses de gravidez.

O primeiro estupro aconteceu em janeiro de 2021, quando ela tinha 10, por um primo de 25 anos. O crime aconteceu em um matagal. A mãe da criança, uma mulher de 29 anos, informou que à época o médico apontou riscos de morte no procedimento de interrupção da gravidez e, por isso, ela seguiu com a gestação.

De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, o primo que a estuprou foi assassinado pouco tempo depois e a família diz desconhecer os motivos. Em 2021, com dois meses de gravidez, a menina recusou o aborto. Ela abandonou a escola, se negando a receber acompanhamento psicológico.

A menina vive em um abrigo em Teresina, a cerca de um mês, por ter uma relação conflituosa com os pais. A mãe da garota, inclusive, disse que soube há poucos dias que o crime foi praticado por um tio.

“Fiquei sem chão quando soube, indignada. Ela estava morando com o pai, na casa da avó, e o tio que a estuprou estava dormindo no mesmo quarto que ela”, relatou a mulher, que não permitiu a interrupção da gravidez da filha por que “aborto é crime”.

De acordo com a conselheira tutelar, Renata Bezerra, a menina começou a apresentar comportamentos arredios e estava sem menstruar, o que despertou a suspeita da gravidez. Ela afirma que o pai era favorável ao aborto, mas como não houve a autorização da mãe, o procedimento não pode ser realizado.

“A menina já vive um trauma da primeira gravidez, não tem condições de cuidar de mais uma criança. Ela está sem dormir, perdendo sua infância. Mas a mãe não autorizou o aborto”, disse Renata.


Condições precárias

O filho mais velho da criança está sob os cuidados do avô, que está desempregado e mora com mais cinco pessoas. De acordo com a conselheira, ele solicitou uma cesta básica para cuidar do bebê. A mãe, que também está desempregada, tem como única fonte de renda os R$ 600 da Auxílio Brasil.

Segundo os familiares, o suspeito do crime continua solto. O caso é investigado pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente.


Direito ao aborto

A lei brasileira permite aborto em casos de estupro e risco de morte para a gestante e uma decisão judicial estendeu a permissão para os casos de anencefalia do feto.

20 comentários:

  1. Engravidou novamente porque encontrou um besta para cuidar da criança, se tivesse colocado ela dentro de casa para cuidar do bebê, não teria engravidado novamente. Tem meninas nessa idade que dá NÓ em rola. essa vai ser uma rata.
    Tem pobres que sabe aumentar a família, mas trabalhar que bom nada, tudo atrás de dinheiro do governo.
    Essa menina precisa estudar e ter responsabilidade com as crias, só assim fecha essa buceta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc do comentário de 9:41 para de falar merda, se vc não conhece a real história não comenta, só falou merda....

      Excluir
    2. Se vc não vive a realidade é problema seu animal!
      Não preciso saber de nada, a matéria diz tudo. "ACORDA ALICE"!

      Excluir
    3. Rum sou mulher mas estrupo de novo ? Como o comentário acima disse existe criança bem inquietas é duvidoso essa situação

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    5. POXA DE NOVO ? UM ESTRUPO ONDE TA A MAE , A ASSISTENTE SOCIAL, A JUSTICA , CDE CASA DE APOIO?, CADE O ESTRUPADOR ?

      Excluir
  2. TRABALHAR? PRA QUE SE TEM AUXILIO BRASIL QUANTO MAIS CRIANÇA MELHOR O VALOR AUMENTA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Auxílio Brasil? tudo isso vai acabar e essa putas folgadas vão tudo se lascar kkkkkkkk

      Excluir
    2. Principalmente tua mãe

      Excluir
  3. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Mais incrível é ver gente julgando uma criança... Se caso ela for ninfomaníaca ou não ela precisa de ajuda psicológica... Meu deus ela é uma criança se fosse uma menina de família rica ninguém estaria falando nada do tipo estariam com pena agora pelo que se ver é uma criança pobre ... E um miserável ainda vem aqui comentar que ela tá sendo estrupada pra ganhar dinheiro do governo ... Não pelo seu comentário mais pela sua cabeça maliciosa voc merece ser assassinado

    ResponderExcluir
  5. Só fala estupro por causa da idade,mais ai dá é por que gosta!kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito nisso tbm.... Tem um bocado de menina nessa idade, que os pais não cuidaram, aí o cara passa a rola, depois diz que foi estupro.
      Por lei é estupro mesmo. Por ser menor de 13 anos.

      Excluir
  6. Essa piveta deve ser igual uma cão que tem aqui na Mangabinha. Essa é trançada

    ResponderExcluir
  7. Os comentários extremistas, são no mínimo de quem não tem filho (a) nessa média de idade,ou tem mais não tem o mínimo de sentimento pelo próprio.Bando de IDIOTAS ,que o cú é mais limpo que a boca.

    ResponderExcluir
  8. Nó em rola😂😂😂

    ResponderExcluir
  9. Estupro de vulnerável, relação com menor seja quem for, viu desinformado, cuidado pois você não está livre de uma dessa. Agora, a mãe dizer que não permitiu o aborto por ser crime? E gavidez de estupro? Há uma conivência aí. Essa criança deveria está abrigada longe da violência e acompanhada por especialistas na área da infância.

    ResponderExcluir
  10. O que se pode esperar,do futuro dessa menina,que certamente vive,em um lar desestruturado,até mesmo,em ambiente de incesto,em situação análoga a escravidão sexual????A resposta ,cabe ao Estado,simplismente,proteger essas crianças,dando um lar digno a morar,com todo suporte psicológico que mesmo,pode oferecer.

    ResponderExcluir
  11. Que porra e isso? A família , primo e tio estuprando , essa menina não tem pai não? Esses miseráveis merecem morrer.

    ResponderExcluir