quarta-feira, 19 de outubro de 2022

Prefeito de Itabuna sanciona Lei que torna Lavagem do Beco do Fuxico patrimônio histórico e cultural

Se antes marcava o início dos festejos carnavalescos de Itabuna sem controvérsias sobre sua criação, a partir de agora a tradicional Lavagem do Beco do Fuxico passa à imortalidade. Por meio da sanção à Lei Municipal nº 2.606 publicada no Diário Oficial eletrônico desta terça-feira, dia 18, o prefeito Augusto Castro (PSD) faz saber que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou projeto da vereadora Wilmacy Oliveira (PC do B).

Por conta disso, a Lavagem do Beco do Fuxico fica declarada como patrimônio histórico e cultural, de natureza imaterial do Município de Itabuna, devendo ser registrado, através da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania – FICC, em livro próprio. As despesas decorrentes da execução desta Lei ocorrerão por conta de dotações orçamentarias próprias, suplementadas se necessário. 

O empresário e carnavalesco Nérope Martinelli escreveu artigo em que relatou que no início da década de 1980, o  despachante e ex-jogador de futebol Abelardo Moreira, Bel,  no seu escritório na Travessa Adolfo Leite (Beco do Fuxico), recebeu a visita do amigo engenheiro Roberto Carlos Godygrover Bezerra (Malaca), morador de Salvador, que lhe relatou a lavagem do Beco Maria da Paz, o que evoluiu para a  criação da Lavagem do Beco do Fuxico.

Reduto da boemia itabunense, a Adolfo Leite concentra o ABC da Noite,  do lendário Caboclo Alencar, e outros bares que ao meio-dia e aos finais de tarde de segunda a sábado, se enchem de amigos e clientes para o papo, a cervejinha, a batida de sabores de frutas tropicais e claro, a resenha diária sobre variados assuntos, incluindo futebol e casos prosaicos da cidade.  Para a realização inicial da Lavagem, com o fechamento do Beco, vassouras, carros-pipa e a cal para pichamento do pisos da travessa, foram decisivas as contribuições dos ex-secretários municipais Fernando Teixeira Barreto e Cláudio Macedo, Esportes e Turismo e Administração, respectivamente.

Como conta Martinelli no texto publicado em fevereiro de 2019, um  encontro no bar do Batuta  reuniu Cambão, Dudu, Giru, Pinguim, Peru pintor, Claudir, Manoel Estia, Alemão, Geraldo Caçolinha (bloco Maria Rosa), Nilton Ramos (Jega  Preta) e ele próprio, ambos do bloco carnavalesco Casados I…Responsáveis. “A primeira rodada de cerveja foi paga por Nelito Carvalho e Caboclo Alencar que, além do apoio à ideia, contribuiu com um litro de batida”, escreveu.

O projeto  da vereadora Wilmaci Oliveira foi sugestão ao mandato do presidente do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Itabuna (CMPCI), Egnaldo Ferreira França, tendo recebido apoio de comerciários, mestres capoeiristas, artistas, jornalistas, professores, intelectuais, advogados, médicos e outros profissionais que no dia a dia descarregam ansiedades, interagem com as pessoas e curtem o contato no ABC da Noite e barzinhos da artéria agora imortalizada.





13 comentários:

  1. Ê Augusto vamos trabalhar com coisa sérias,tem outras coisas ser feita ao invés de ficar assinando lei...

    ResponderExcluir
  2. Lugar imundo e fedorento.

    ResponderExcluir
  3. Vai desperdiçar água com seu PATRIMÔNIO HISTÓRICO e deixa a população na falta.

    ResponderExcluir
  4. VAI PROCURAR TAPAR OS BURACOS DA CIDADE PREFEITINHO DE MERDA.

    ResponderExcluir
  5. Vou passar em um concurso e vou embora dessa cidade, com fé em Deus. 🙏🏾🎯

    ResponderExcluir
  6. Não voltarei aqui, no mais próximo, pousarei em Ilhéus e de lá retornarei para longe do Beco do Fuxico.

    ResponderExcluir
  7. Miserável nada faz de nescessidades,
    A cidade ta sem água, todo dia uma desculpa descaradai, não morreu de falta de ar agora quer matar o povo com fa falta de água,

    ResponderExcluir
  8. Infelizmente essa é a realidade do Itabunense:
    Mamata da emasa serviço péssimo, agua regrada alguns dias da semana quando cai e" olhe lá".
    Dinheiro publico sendo rasgado nessas politicas de merda.
    Na propria materia tem detalhes:
    "As despesas decorrentes da execução desta Lei ocorrerão por conta de dotações orçamentarias próprias, suplementadas se necessário."
    Brasileiro, Baiano e Itabunense sendo feitos de palhaços por essas leis que defenden apenas interesses de minorias.

    ResponderExcluir
  9. Esse prefeito com esse apoio do PT perdeu meu voto pra sempre,perdi o voto só uma vez

    ResponderExcluir
  10. A cidade com um péssimo atendimento de ônibus, até hoje nada da licitação. Bairros sendo atendidos por um ônibus só e que quando quebra vai pra garagem e já era. Vamos vê ai prefeito aqui na cidade a maioria das pessoas não tem condições de tá pagando Uber e moto táxi não.

    ResponderExcluir
  11. Merece uma salva de bufas

    ResponderExcluir
  12. No tal beco do dizem que tem um famoso bar, também corre a fama de ser um local cheio de teias de aranhas, sem nenhuma conservação, prosa de caxaça, gente rabugenta.
    Tô fora.
    Aki na praia é melhor.

    ResponderExcluir