sexta-feira, 9 de junho de 2023

Homem morre após ser atingido por lâmina de roçadeira durante corte de grama em Senhor do Bonfim, Bahia

Um homem faleceu após ser atingido na cabeça por uma lâmina de roçadeira enquanto servidores municipais realizavam o corte de grama em Senhor do Bonfim, no norte da Bahia. O acidente ocorreu na segunda-feira (5), conforme informações da Polícia Civil.

A vítima foi identificada como Edson Silva do Nascimento, de 49 anos, que veio a óbito no local do incidente. Em comunicado, a prefeitura confirmou o ocorrido e explicou que um parafuso responsável por fixar as lâminas se soltou da máquina, ocasionando o acidente.

Segundo a administração municipal, Edson estava observando o trabalho dos servidores próximo às fazendas Urubu e Limões. No entanto, a família da vítima contestou essa versão, alegando que o homem passava pelo local a caminho do trabalho quando foi atingido, de acordo com informações divulgadas pela TV São Francisco, afiliada da TV Bahia em Juazeiro.

A Polícia Civil constatou que a roçadeira não estava presente no local quando a equipe de perícia chegou, o que é contrário aos protocolos, pois o perímetro da ocorrência deve ser preservado. Posteriormente, o objeto foi entregue aos policiais e passou por análise pericial. A TV São Francisco questionou a prefeitura sobre a retirada da máquina, mas não houve comentários por parte do órgão municipal.

A Polícia Civil instaurou um inquérito para investigar o caso, e depoimentos de testemunhas estão sendo coletados. Além disso, representantes da Prefeitura de Senhor do Bonfim também serão ouvidos no decorrer das investigações.

O corpo de Edson foi encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica, onde foi realizado o procedimento de necropsia. O sepultamento ocorreu na terça-feira (6), no cemitério da cidade.

3 comentários:

  1. Observem bem aonde chega a mé fé, a mentira, a desonestidade dos administradores públicos. Mesmo tendo causado a morte de um cidadão em um suposto ato acidental, ainda assim, lançam no ar uma versão maliciosamente falaciosa em que põe em cheque a culpabilidade dos prepostos do órgão público e sugere que a culpa seria da própria vítima por estar para observando o trabalho e pondo em risco a sua vida. A mentira, a desonestidade, a enganação, o descaso e o deboche com a desgraça alheia.
    Infelizmente os brasileiros acham que a desonestidade é uma virtude para ser aplicada rotineiramente, basta que haja um acidente com um veículo de carga e teremos um exemplo claro do que somos capazes.

    ResponderExcluir
  2. Erro dos responsáveis
    A falta de manutenção das máquinas

    ResponderExcluir