quarta-feira, 7 de fevereiro de 2024

Ex-ministro da Educação é exonerado da Unifesp por faltas injustificadas

O ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, foi demitido do cargo que tinha na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) por faltas injustificadas. A ação ocorre após determinação da Controladoria-Geral da União (CGU). 

A exoneração de Weintraub foi publicada nesta quarta-feira (7). O ex-ministro era alvo de uma investigação interna da Universidade por faltas sem justificativa. A denúncia contra Abraham Weintraub foi feita em abril de 2023 e, desde então, ele teve o salário suspenso. 

Abraham Weintraub era professor do magistério superior desde 2014 e deveria cumprir carga horária de 40 horas semanais. Além da exoneração, a CGU determinou que ele fique impedido de ser nomeado ou tome posse de cargos de comissão ou de confiança do Poder Executivo Federal pelo prazo de oito anos. 

A mulher do ex-ministro, Daniela Weintraub, também foi alvo de investigação interna por faltas injustificadas. 

11 comentários:

  1. Todos aqueles que são de direita e cristãos estão sendo perseguidos e massacrados pelos demônios petralhas.
    A propósito, por que será que os bandidos petralhas e a rede esgoto não falam mais do assassinato de Marielle Franco depois que foi provado que o assassino é um petralha?
    Todo petralha é um bandido da pior espécie. Petralha é Ladrão, Terrorista, Estuprador, Assassino, Assaltante, Mentiroso, Enganador, e... Fornecedor de furico e Cornão de Goteira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você acha mesmo que é perseguição? Se você faltar 30 dias ao trabalho é justa causa! A lei é para todos, ou não? A verdade é que, em quem Bolsonaro põe a mão, tem sérios problemas por confiar em um miliciano, vagabundo. Agora, se o seu comportamento é esse de chamar pessoas indiscriminadamente de "ladrão" "terrorista" "estuprador", etc... olha para dentro de suas igrejas, Cristo está fora de vocês! Vocês são hipócritas, assassinos de almas, adúlteros, ladrões, falsos profetas, caluniadores e dignos de pena.

      Excluir
    2. Um recente estudo denominado “Previsão de Risco de Corrupção” (“Corruption Risk Forecast”), criado pela professora Alina Mungiu-Pippidi em 2015 com financiamento da União Europeia, coloca o Brasil em posição de destaque no controle da corrupção globalmente.

      O índice, que utiliza critérios objetivos como acesso à informação, transparência orçamentária, governo eletrônico e modelo de licitações, mostra o Brasil superando nações como Bélgica, Chile e Israel e, em alguns aspectos, à frente de Dinamarca, Alemanha e Suíça. A informação foi divulgada pelo Conjur. "O AMOR VENCENDO O ÓDIO"

      Excluir
    3. Quantos falta ao trabalho? Então sejam justos, coloca os outros protegidos pelo sistema do governo.

      Excluir
  2. Se botar chocalho no pescoço de todos os funcionarios públicos e de cargo indicado que so recebe o salário e nem aparece no setor de trabalho ; o crime vai ser de poluição sonora e perturbação do socego alheio

    ResponderExcluir
  3. Enfim, as normas do Direito Administrativo sendo aplicada a alta cúpula do serviço público.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Piada? É? Vai continuar pior pois o povo da esquerda não gosta de trabalhar e sim enrolar.

      Excluir
    2. Chama BOZO para socorrer o coitadinho que andava falando o nome de JESUS em vão.

      Excluir
  4. Os bens mais preciosos do ser humano são saúde, paz e liberdade. Estão tirando tudo, vai sobrar o quê?

    ResponderExcluir
  5. Se isso não é perseguição, não sei o que é?
    Cadê a associação dos professores para defende-lo?
    Já ouviu essa máxima, hoje foi ele e amanhã pode ser você.
    Basta desagradar o poder.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chama bozo para defendê-lo.
      Kd mal das faias ?

      Excluir