sexta-feira, 9 de fevereiro de 2024

Pesquisadores revelam que menor anfíbio do mundo é do sul da Bahia

Todos sabem que a baleia azul é o maior animal do mundo, mas quando se trata dos menores, fica mais difícil perceber. Então é preciso recorrer aos especialistas. Embora existam formas microscópicas de vida, quando falamos de animais vertebrados terrestres, até recentemente, o menor do mundo era um sapinho da Papua-Nova Guiné, com adultos medindo apenas 7,7 mm. As informações são do blog Pimenta..

Porém, em 2019, a bióloga Wendy Bolaños, então mestranda do Programa de Pós-graduação em Zoologia da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), estudou o sapinho pulga, Brachycephalus pulex, um diminuto anfíbio encontrado apenas em topos de morro na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Serra Bonita, em Camacan, e no Parque Nacional Serra das Lontras, em Arataca, ambos no sul da Bahia. Ela mediu e determinou o sexo de 46 exemplares e constatou que o menor macho adulto media apenas 6,45 mm.

No entanto, a sobrevivência dessa espécie não está garantida, como explica o professor Mirco Solé, da Uesc. “É positivo que esse diminuto sapinho ocorra em duas áreas de conservação, mas sua vulnerabilidade às mudanças climáticas é preocupante. Espécies de baixada podem escapar do aumento de temperatura deslocando-se para áreas de montanha, mas as que habitam os topos de morro não têm para onde ir”.

O professor Iuri Ribeiro Dias, que também participou da pesquisa, alerta que mais de 40% dos anfíbios do mundo já estão ameaçados. “Infelizmente, na última reavaliação do status de ameaça feita pela União Internacional para a Conservação da Natureza, o sapinho pulga foi classificado como em perigo de extinção. Está em nossas mãos garantir que ele não desapareça e que as futuras gerações de brasileiros ainda possam se orgulhar de ter o menor anfíbio do mundo vivendo na Bahia”, alerta.

As pesquisas tiveram apoio financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e do Mohamed bin Zayed Species Conservation Fund. O artigo científico que revela o sapinho pulga como o menor anfíbio do mundo foi publicado na revista Zoologica Scripta, uma das mais conceituadas na área de zoologia e editada em nome da Academia Norueguesa de Ciências e Letras e da Real Academia Sueca de Ciências. Leia aqui o artigo na íntegra em https://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/zsc.12654]

3 comentários:

  1. parece beijú do gogo da ema.

    ResponderExcluir
  2. Oxe . Na praia onde meu pai tem casa . Aqui mesmo em Ios. Tinha diversos desses . Até brinquei como q nasce já parecendo sapo grande. Parecia filhotes. Eram mini sapinhos. Qd voltar lá tiro fotos e procuro um contato da UESC pra saber sobre o assunto. E incrível como e indetico a foto anexado nessa reportagem

    ResponderExcluir
  3. Onde meu avô tinha uma roça, lá na carobeira tinha vários. Achei uma vez uma toca com milhares deles. Estranhei pelo tamanho. Catei vários em um pote e ia trazer para a cidade, minha avó mandou soltar pela estrada.

    ResponderExcluir