sábado, 8 de junho de 2019

Bahia é o estado com pior cobertura das vacinas BCG e pneumocócica

A Bahia é o estado com a pior cobertura das vacinas BCG e pneumocócica, conforme um balanço divulgado pelo Ministério da Saúde nesta semana. A BCG protege as crianças contra as doenças graves, como a pneumonia, por exemplo, e a pneumocócica serve para proteger contra as pneumonias de um modo geral e até a meningite causada pela pneumonia. De acordo com o Ministério da Saúde, em 2018, a média nacional de cobertura para a BCG foi de 95,63%. A Bahia atingiu 81,42%.

Já com relação à vacina pneumocócica, embora os níveis de cobertura no Brasil tenham aumentado nos últimos oito anos, passando de 81,65% para 91,51%, o índice de cobertura ficou abaixo da meta de 95% em 2018. Na Bahia, o índice foi de 81,62%. O estado com maior cobertura foi o Ceará (109,28%). O Ministério ainda informou que a vacina BCG, em 2011, teve cobertura que superava o público prioritário, alcançando o índice de 107,94%. Em 2018, a cobertura foi de 95,63% – acima da meta de 90%, entretanto, em tendência de queda nos últimos anos. O estado com melhor cobertura foi Alagoas (109,12%).

3 comentários:

  1. Na Bahia em especial na cidade de Itabuna os servidores da Saude dificulta o maximo, para fazer a aplicação das vacinas em Itabuna uma enfermeira de prenome Camila, dificulta, trata mal as pessoa que procuram a unidade d Antigo SESP, exigindo que as pessoas levem Laudos, para que tenham direito a tomar a vacina, pessoas com necessidades, especias, como paralisia cerebral, e outras deficiências, tem que portarem Laudo, caso contrario não tomam vacina, desta forma as pessoas para não serem humilhadas, preferem não irem ou nao levarem seus filhos, ou outros dependentes para tomarem vacina, o problema das pessoas esta visível, porem ela se recusa a aplicar a vacina, então o motivo desta péssima cobertura é culpa da Secretaria de Saúde.

    ResponderExcluir
  2. BCG protege contra Tuberculose que pode ser pulmonar ou não.

    ResponderExcluir
  3. Até na China, funcionário publico que não quer trabalhar é colocado pra fora...............mas aqui temo tal de direito a estabilidade, que prejudica o patrão que é o povo.

    ResponderExcluir