terça-feira, 12 de novembro de 2019

Audiência que decidiria se Iuri Sheik iria a juri popular é adiada em Santo Antônio de Jesus; ele matou empresário em junho deste ano

A audiência para decisão se o digital influencer Iuri Sheik iria à júri popular, marcada para acontecer nesta segunda-feira (11), em Santo Amaro, no recôncavo baiano, foi adiada. A sessão foi remarcada sendo que o juiz designado ficou impossibilitado de estar presente no horário estipulado. O advogado de Iuri, Victor Valente, declarou que a defesa não teve interferência na decisão do juiz e agora espera a designação de continuação do caso.

O digital influencer é acusado da morte do ex-sócio da banda de pagode Black Style, William Oliveira. O empresário morreu no dia 23 de junho, durante uma festa de São João em Santo Antônio de Jesus, após levar dois tiros no peito. A vítima chegou a ser operada, mas não resistiu e morreu na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital de Santo Antônio de Jesus, para onde foi socorrido.

Iuri Sheik está preso de forma preventiva desde o dia 26 de junho, no Complexo Penitenciário da Mata Escura. De acordo com o delegado Edilson Magalhães, titular da 4ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Santo Antônio de Jesus), que investiga o caso, o digital influencer confessou o crime.

O caso teria acontecido porque William teria se recusado a cumprimentar Sheik na festa. Segundo a polícia, os dois já se conheciam antes do crime e não se davam bem por conta de “fofocas”.

6 comentários:

  1. Olha o cabelo dessa desgraça kkkk

    ResponderExcluir
  2. Deve pegar prisão perpétua esse marginal, matou um pai de família por “nada”... Covarde, a justiça precisa ser extrema ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai sonhando! Nem vai a júri popular, e logo,logo estará na rua para fazer novas vítimas.

      Excluir
  3. Quem é esse nunca nem vi cabelo da misera cruz credo

    ResponderExcluir
  4. Gente, cuidado com isso! Se não houve julgamento é suspeito/acusado de assassinato!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é réu confesso, leia a matéria...

      Excluir