quinta-feira, 26 de outubro de 2023

Detento do presídio de Itabuna é flagrado com 400g de maconha escondidos em colchão

Na noite desta quarta-feira (25), um detento do Conjunto Penal de Itabuna foi apresentado no plantão central da Polícia Civil, no Complexo Policial do município. 

A formalização da ocorrência aconteceu porque agentes penitenciários encontraram cerca de 400g de maconha escondidos no colchão do presidiário. 

Uma viatura de escolta policial da Secretaria de Administração  Penitenciária e Ressocialização fez a condução do criminoso ate a delegacia. Após registro da ocorrência, ele foi levado de volta para o Conjunto Penal.

14 comentários:

  1. Existe uma facilidade para entrada de entorpecentes no recinto, não tem revista neste presídio? Os apenados traficam dentro do presídio?

    Ministério público, Seap e polícia civil deveria investigar isso.

    ResponderExcluir
  2. Quanta bobagem, tirar o sujeito do sossego do seu ambiente para levá-lo até uma delegacia para uma pantomima que resultará em nada! Logo o malandro vai sair para um passeio, fabricar defuntos e visitá-los, praticar alguns sustos nos otários "fingindo" assaltá-los e debochar dos bestas que pagam suas contas e mordomias.

    ResponderExcluir
  3. Isso só prova que esse estabelecimento, não têm comando.
    O remédio têm que ser "amargo" troca todos e todas que estiverem no comando, de cima para até a base.

    ResponderExcluir
  4. Já fui preso passei um mês no presídio aqui em itabuna vir tanta coisas que os agentes facilita que o ministério público nem sabe disso foi eu entrando pelo meu artigo assalto a carro forte ficaram sabendo no primeiro dia já me chamaram e me ofereceram celular tv drogas cigarros tudo 5 mil um celular. Nem precisou eu pegar fui logo podando falei q era tudo uma ruma de ladrão . Fui pra sela os PCRs me deram celular me receberam bem os pcr eh mas humildes que esses FLP dos polícias e agentes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixa de ser mentiroso coro de rato. Nenhum agente e policial se expõe dessa forma. O que acontece é que os réus primários São obrigados a assumirem os BOS PESADO dos líderes. Supervisor, gerentes e até mesmo o diretor sabem disso. Pq se os coros não assumirem, toma um pega lá dentro

      Excluir
  5. Aonde tá a novidade?? E tem o quê isso????😏😏😏😏😏😏😏

    ResponderExcluir
  6. SE VACILAR TEM ATE FUZIL AI DENTRO DO PRESIDIO, QUANTO MAIS MACONHA, SORRIA VOCE ESTA NA BAHIA.

    ResponderExcluir
  7. O MINISTERIO PUBLICO PRECISA ENTRAR COM PROVIDENCIA COM RELACAO A ESSA FACILITACAO DOS AGENTES PENITENCIARIO PARA ENTRADA DE DROGAS E ARMAS NO PRESIDIO, FALTA DE VERGONHA NA CARA.

    ResponderExcluir
  8. No pavilhão do raio B tem até arma de fogo que ficava com o barto

    ResponderExcluir
  9. O erro já vem dos agentes do presídio e dos policiais tem muita gente que recebem dinheiro dos traficantes aí facilitado as drogas prós prezos .aí no presídio mesmo tá prezo o traficante vulgo Rodriguinho e o filho Breno .aí eles mesmo tá na mordomia boa .a mãe deles mesmo vai aí direto levar comida vai saber se ela não leva recheada em .aí ela fala direto que o neto é doido ,mas pra roubar não é. Na verdade ela fica com medo de matarem ele porque ele é aposentado.esse pestes tinha que morrer.

    ResponderExcluir
  10. Esses funcionários são tudo vagabundo as mulheres tudo safada só quem sabe é que tá ligado

    ResponderExcluir
  11. No raio a e no raio b. Tem arma de fogo pronto falei

    ResponderExcluir
  12. No presidio o que acontece é que tem uns agentes que e protegidos de alguns supervisores enquanto outros sao encurralados uns pode sair cedo ja outros sofrem são perseguidos alguns fazem o que quer vem no dia que quer alguns ficam assediando os colegas e uma falta de respeito os gerentes nao ver por que somem muitos sofrendo nas maos supervisores que previlegiam os deles enquanto outrostem que trabalhar uns so vao bater o ponto no enseja ao os do ADM ganharam dinheiro os outros trabalharam feito jegue e nao ganharam nada os apoios padeceram enquantoa uns ganham previlegios

    ResponderExcluir